Impala

PSD contra nacionalização do Novo Banco e acusa Governo de desvalorizar ativo

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, acusou o Governo de estar a desvalorizar o Novo Banco, e reiterou que o partido não defenderá a nacionalização de nenhuma entidade bancária.

Lisboa, 12 jan (Lusa) — O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, acusou hoje o Governo de estar a desvalorizar o Novo Banco, e reiterou que o partido não defenderá a nacionalização de nenhuma entidade bancária.


“O PSD nunca defendeu nem defenderá a nacionalização de uma entidade bancária, é isso que fizemos no passado e é isso que tornaremos a fazer”, afirmou Luís Montenegro, em declarações aos jornalistas no final da reunião da bancada social-democrata.


O presidente do grupo parlamentar do PSD acusou ainda o Governo de desrespeitar o parlamento ao não informar os deputados sobre o andamento do processo de venda do Novo Banco, dizendo que o mesmo aconteceu no dossiê da Caixa Geral de Depósitos.


“A informação chega à Assembleia da República apenas e só pelo trabalho dos órgãos de comunicação social, por notícias que só podem ter por fonte o Governo e seus agentes”, lamentou, afirmando que a estratégia do executivo, e em particular do ministro das Finanças, tem sido de “confusão total”.


“Há poucos dias, o ministro das Finanças [Mário Centeno] veio defender que o banco devia ser vendido, quando o mesmo ministro há alguns meses atrás acenou com a possibilidade de nacionalização ou mesmo de liquidação do banco”, salientou.


Para Luís Montenegro, “quem quer vender, como ele diz que quer, não anda a acenar com a possibilidade de nacionalizar ou liquidar, porque só isso retira valor”, reiterando uma acusação já lançada pelo PSD de que o Governo tem agido “como um pirómano” no processo do Novo Banco.


“O PSD foi sempre favorável à venda deste ativo, era bom para Portugal que o ativo não estivesse a ser desvalorizado pela confusão lançada pelas declarações do ministro das finanças”, referiu.


Em declarações ao jornal Público, o ex-presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, que já admitiu uma candidatura à liderança do PSD, defendeu uma nacionalização temporária do Novo Banco perante as propostas de compra que têm estado em cima da mesa.



SMA // JPS


Lusa/fim


RELACIONADOS

PSD contra nacionalização do Novo Banco e acusa Governo de desvalorizar ativo

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, acusou o Governo de estar a desvalorizar o Novo Banco, e reiterou que o partido não defenderá a nacionalização de nenhuma entidade bancária.