Impala

Presidente timorense ouviu partidos e vai marcar calendário eleitoral de 2017

O Presidente da República timorense anunciou hoje que reserva para mais tarde o anúncio do calendário das eleições presidenciais e legislativas de 2017, tendo concluído terça-feira a ronda de audições ao Governo e aos partidos com assento parlamentar.

Díli, 14 dez (Lusa) – O Presidente da República timorense anunciou hoje que reserva para mais tarde o anúncio do calendário das eleições presidenciais e legislativas de 2017, tendo concluído terça-feira a ronda de audições ao Governo e aos partidos com assento parlamentar.


Num curto comunicado emitido hoje, o gabinete do chefe de Estado explica que Taur Matan Ruak vai deliberar sobre a “melhor data” para as eleições previstas em 2017, que anunciará “em momento oportuno”.


“O Presidente da República, Taur Matan Ruak, concluiu ontem, dia 13 de dezembro, as audições do Governo e dos partidos com assento parlamentar sobre a marcação das eleições presidenciais e legislativas para o ano 2017”, explica.


“Depois de ouvir as posições de cada um dos intervenientes, sua excelência, deliberará sobre a melhor data para cada um dos atos eleitorais previstos para o próximo ano. O Presidente da República reserva para momento oportuno o anúncio das datas das eleições presidenciais e legislativas, nos termos da Constituição e da Lei, bem a publicação dos respetivos Decreto”, conclui.


Antecipa-se que a primeira volta das eleições presidenciais decorra em março, com a eventual segunda volta em abril, permitindo que o novo chefe de Estado tome posse a 20 de maio.


Até ao momento já se apresentaram três candidaturas a Presidente da República: o presidente da Fretilin, Francisco Guterres Lu-Olo (apontado como favorito), António Maher Lopes (Fatuk Mutin), apoiado pelo Partido Socialista de Timor (PST), e José Neves, ex-vice-comissário da Comissão Anticorrupção (CAC), que se apresenta como independente.


As eleições legislativas deverão decorrer em julho, segundo observadores políticos timorenses.



ASP // APN


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Presidente timorense ouviu partidos e vai marcar calendário eleitoral de 2017

O Presidente da República timorense anunciou hoje que reserva para mais tarde o anúncio do calendário das eleições presidenciais e legislativas de 2017, tendo concluído terça-feira a ronda de audições ao Governo e aos partidos com assento parlamentar.