Presidente moçambicano considera Winnie Mandela inspiração para as novas lideranças africanas
Impala

Presidente moçambicano considera Winnie Mandela inspiração para as novas lideranças africanas

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, considerou hoje Winnie Mandela uma destemida combatente “anti-apartheid” e inspiração para as novas lideranças de África, lê-se numa carta divulgada pela Presidência da República de Moçambique.

Maputo, 06 abr (Lusa) – O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, considerou hoje Winnie Mandela uma destemida combatente “anti-apartheid” e inspiração para as novas lideranças de África, lê-se numa carta divulgada pela Presidência da República de Moçambique.


Na missiva, endereçada ao chefe de Estado sul-africano Ciril Ramaphosa, o Presidente moçambicano assinala que Winnie Mandela foi um ícone da luta contra a injustiça perpetrada pelo antigo regime de segregação racial na África do Sul.


“As chorarmos a morte desta destemida combatente ‘anti-apartheid’ gostaria de manifestar as nossas mais sentidas condolências”, refere a mensagem.


Os feitos de Winnie Mandela, continua a carta, perdurarão como referência e fonte de inspiração para que a nova geração de líderes sul-africanos e de África preserve os valores da liberdade e igualdade.


Winnie Mandela morreu na segunda-feira, aos 81 anos, vítima de doença, e é lembrada como um dos ícones de luta contra o ‘apartheid’, tendo sido presa várias vezes desterrada dentro do país, durante os 27 anos de prisão do marido, Nelson Mandela, que durou até 1990.


Nelson Mandela e Winnie separaram-se em 1996, tendo o líder histórico sul-africano casado com Graça Machel, em 1998, até à sua morte em 2013.



PMA // PJA

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Presidente moçambicano considera Winnie Mandela inspiração para as novas lideranças africanas

O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, considerou hoje Winnie Mandela uma destemida combatente “anti-apartheid” e inspiração para as novas lideranças de África, lê-se numa carta divulgada pela Presidência da República de Moçambique.