Impala

Presidente da Venezuela pede a “povos da América do Sul” que tirem NATO da região

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu na segunda-feira ao “povo da Colômbia e aos povos da América do Sul” que tirem a NATO da região, alegando que o subcontinente é um “território livre de alianças militares”.

Caracas, 27 dez (Lusa) — O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu na segunda-feira ao “povo da Colômbia e aos povos da América do Sul” que tirem a NATO da região, alegando que o subcontinente é um “território livre de alianças militares”.


“Vamos tirar a NATO daqui, apelo ao povo colombiano e aos povos da América da Sul e Venezuela a lutarem contra a NATO, não à NATO na América do Sul, já chega, [levem] as suas guerras para longe daqui”, disse Maduro durante o seu programa de rádio “A Hora da Salsa” a partir do Palácio de Miraflores.


“Não à NATO na América do Sul, não à guerra na América do Sul, América do Sul território livre de alianças de armas nucleares e de guerra”, disse.


O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Venezuela difundiu um comunicado em que expressa preocupação com o início das conversações entre o Governo da Colômbia e a NATO, para pôr em marcha um programa de cooperação militar em matéria de intercâmbio de informação.


Neste comunicado, o Governo de Maduro assegura que o anúncio do chefe de Estado colombiano, Juan Manuel Santos, “quebra” a “palavra empenhada” em 2010, quando, segundo Caracas, o Presidente de comprometeu a não fazer uma aliança militar com a NATO.



ISG//ISG


Lusa/fim


RELACIONADOS

Presidente da Venezuela pede a “povos da América do Sul” que tirem NATO da região

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, pediu na segunda-feira ao “povo da Colômbia e aos povos da América do Sul” que tirem a NATO da região, alegando que o subcontinente é um “território livre de alianças militares”.