Impala

Presidente da Venezuela manda retirar de circulação notas de 100 bolívares para “combater máfias”

O Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, ordenou a recolha das notas de 100 bolívares, as de maior denominação, para fazer frente a supostas máfias colombianas que alegadamente armazenam as notas para destabilizar a economia venezuelana.

Caracas, 11 dez (Lusa) – O Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, ordenou hoje a recolha das notas de 100 bolívares, as de maior denominação, para fazer frente a supostas máfias colombianas que alegadamente armazenam as notas para destabilizar a economia venezuelana.


Durante o programa “Em contacto com Maduro”, o presidente venezuelano assegurou que há bancos nacionais prejudicados com esta destabilização, acrescentando que “a operadora” deste plano contra o papel-moeda da Venezuela é uma Organização Não-Governamental “contratada pelo Departamento do Tesouro dos Estados Unidos”.


Maduro disse, citado pela agência de notícias espanhola Efe, que decidiu “retirar de circulação as notas de 100 bolívares nas próximas 72 horas e dar um prazo prudente para que quem tenha essas notas as declare perante a banca pública e o banco central”.


Segundo o Presidente venezuelano, a medida decorre de uma exaustiva investigação em que se determinou que há armazéns não apenas em várias cidades da Colômbia, mas também no Brasil, Alemanha, República Checa e Ucrânia, onde as máfias estariam a acumular estas notas.



MBA // JMR


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Presidente da Venezuela manda retirar de circulação notas de 100 bolívares para “combater máfias”

O Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, ordenou a recolha das notas de 100 bolívares, as de maior denominação, para fazer frente a supostas máfias colombianas que alegadamente armazenam as notas para destabilizar a economia venezuelana.