Impala

Presidente da Gâmbia volta atrás e não reconhece derrota eleitoral

O presidente da Gâmbia ao longo de mais de duas décadas afirmou na noite de sexta-feira, durante um discurso transmitido pela televisão, que afinal não reconhece os resultados das eleições presidenciais, que ditaram o seu afastamento.

Dacar, 10 dez (Lusa) — O presidente da Gâmbia ao longo de mais de duas décadas afirmou na noite de sexta-feira, durante um discurso transmitido pela televisão, que afinal não reconhece os resultados das eleições presidenciais, que ditaram o seu afastamento.


Esta posição é o contrário do que Yahya Jammeh tinha dito há uma semana, quando admitiu a derrota eleitoral, ao fim de 22 anos de exercício do poder.


Para justificar a mudança de posição, Jammeh argumentou que investigações revelaram irregularidades na votação que considerou inaceitáveis.


“Desta forma, rejeito os resultados na sua totalidade”, disse.


A decisão anterior de Jammeh de admitir a vitória do rival Adama Barrow tinha motivado várias expressões de contentamento, com populares a dançarem nas ruas e a gritarem “Liberdade”.


O regime de Jammeh há muito que é acusado de prender, torturar e matar os seus ponentes, segundo grupos de direitos humanos.


Jammeh tinha concordado em transmitir o poder a Barrow em janeiro.


Não houve reação imediata do presidente eleito, ou do seu partido, a esta intervenção televisiva do titular.



RN // APN


Lusa/fim


RELACIONADOS

Presidente da Gâmbia volta atrás e não reconhece derrota eleitoral

O presidente da Gâmbia ao longo de mais de duas décadas afirmou na noite de sexta-feira, durante um discurso transmitido pela televisão, que afinal não reconhece os resultados das eleições presidenciais, que ditaram o seu afastamento.