Impala

PR angolano espera de António Guterres “notável impulso” à resolução de conflitos

O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, disse esperar do novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, um “notável impulso” para novas abordagens na resolução dos conflitos internacionais.

Luanda, 12 jan (Lusa) – O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, disse hoje esperar do novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, um “notável impulso” para novas abordagens na resolução dos conflitos internacionais.


O chefe de Estado angolano discursava no Palácio Presidencial, em Luanda, durante a habitual apresentação de cumprimentos de Ano Novo por parte do Corpo Diplomático acreditado em Angola, tendo enfatizado a necessidade de promover o “multilateralismo” e o envolvimento das organizações internacionais na resolução da crise económica e dos conflitos.


“Acreditamos que o novo secretário-geral das Nações Unidas, recentemente empossado, vai dar um notável impulso à nova abordagem dos problemas internacionais e que os Estados-membros dessa organização universal vão dar os contributos que estiveram ao seu alcance para a busca de soluções efetivas para os conflitos atuais, bem como para se evitarem novos conflitos, através de uma diplomacia preventiva mais atuante”, disse o Presidente angolano.


Angola foi membro não permanente do Conselho de Segurança da ONU nos últimos dois anos e apoiou a candidatura do antigo primeiro-ministro português ao cargo de secretário-geral da organização.


“Solicitamos um apoio maior a África na luta contra o terrorismo, o radicalismo religioso e a sua expansão pelo continente”, afirmou José Eduardo dos Santos, recordando também a necessidade de promover o fim do conflito armado no Sudão do Sul, de cumprir os acordos entre o Governo e a oposição na República Democrática do Congo (RDCongo) para a “realização de eleições até dezembro de 2017” e concluir a pacificação da República Centro-Africana.


Além do lugar no Conselho de Segurança, Angola vai já no segundo mandato consecutivo na liderança da Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), mantendo um papel ativo de mediação no conflito na vizinha RDCongo, sobre a continuidade no poder do Presidente Joseph Kabila.



PVJ // EL


Lusa/Fim


RELACIONADOS

PR angolano espera de António Guterres “notável impulso” à resolução de conflitos

O Presidente angolano, José Eduardo dos Santos, disse esperar do novo secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, um “notável impulso” para novas abordagens na resolução dos conflitos internacionais.