Impala

PM/Índia: António Costa distinguido como membro de honra da diáspora indiana

O primeiro-ministro, António Costa, foi um dos distinguidos pelo Presidente da República da Índia, Pranab Mukherjee, como membro de honra da diáspora indiana, recebendo o prémio na categoria referente à prestação de serviços públicos.

Bangalore, Índia, 09 jan (Lusa) – O primeiro-ministro, António Costa, foi hoje um dos distinguidos pelo Presidente da República da Índia, Pranab Mukherjee, como membro de honra da diáspora indiana, recebendo o prémio na categoria referente à prestação de serviços públicos.


Esta cerimónia, que se realizou em Bangalore e que foi presidida pelo chefe de Estado da Índia, decorreu na tarde do segundo dia da convenção mundial da diáspora indiana, intitulada “Pravasi Bhartiya Divas”.


Além do líder do executivo português, que foi o primeiro a receber a distinção das mãos do chefe do Presidente da República da Índia, foram também contempladas cerca de duas dezenas de personalidades de origem indiana de todos os continentes.


António Costa recebeu o galardão na categoria de serviços públicos, tendo sido ainda atribuídos prémios por serviços relevantes prestados a comunidades, assistência social, ciência e investigação, negócios, saúde, ensino e educação, e artes e cultura.


Entre os premiados, estiveram em maior número os cidadãos de origem indiana residentes nos Estados Unidos, seguindo-se o Canadá e o Reino Unido.


Perante cerca de dois mil delegados, subiram também ao palco para receber distinções elementos da comunidade indiana provenientes da Austrália, Arábia Saudita, França, Trindade e Tobago, Tailândia, Suécia, Singapura, Qatar, Bélgica, Ilhas Fidji, Djibuti e Malásia.


No encerramento da sessão, o Presidente da República da Índia fez um discurso destinado a incentivar os membros da diáspora indiana a guiarem-se nos respetivos países pelos valores da paz, da cooperação global, do desarmamento e pela defesa do ambiente e de um crescimento sustentável.


“Exorto-vos também a tomarem parte do processo de desenvolvimento da Índia – país de diversidade com mais de 600 dialetos. Mas a Índia é um país unido em torno de uma só bandeira e uma só Constituição”, declarou Pranab Mukherjee, recebendo então uma prolongada salva de palmas.


O dia de terça-feira de António Costa, o quarto de seis dias de visita de Estado à Índia, será passado no Estado do Gujarat, do qual é oriunda a maioria dos membros da comunidade indiana residente em Portugal e em que o ramo do comércio tem um peso significativo.


Em Ahmedabad, no plano político, o primeiro-ministro terá novamente a companhia do seu homólogo indiano, Narendra Modi, durante a inauguração de uma conferência económica intitulada “Gujarat Vibrante 2017”, na qual fará mais um discurso.


Antes, ao fim da manhã, na periferia de Ahmedabad, nas margens do rio Sabarmati, o primeiro-ministro português fará uma visita ao Gandhi Ashram (ou memorial de Gandhi) – uma antiga residência do herói da independência da Índia após o seu regresso da África do Sul.


Gandhi foi julgado pelo poder britânico, num tribunal de Ahmedabad, pelos seus artigos contra a administração colonial no jornal Young India, e nessa cidade fez também o famoso discurso em que se declarou culpado, a 18 de março de 1922, sendo então condenado a seis anos de prisão.


Foi igualmente nas margens do rio Sabarmati, onde está que Gandhi fez outro famoso discurso, a 11 de março de 1930, na véspera da Marcha do Sal – uma caminhada de mais de 20 dias em direção ao mar em nome do direito dos indianos à extração de sal, que o levou mais uma vez à prisão.


Após a breve passagem pelo Gujarat, o primeiro-ministro português chega ao fim da tarde de terça-feira a Goa, Estado natal do seu pai, Orlando Costa, onde permanecerá até quinta-feira.



PMF // SMA


Lusa/fim


RELACIONADOS

PM/Índia: António Costa distinguido como membro de honra da diáspora indiana

O primeiro-ministro, António Costa, foi um dos distinguidos pelo Presidente da República da Índia, Pranab Mukherjee, como membro de honra da diáspora indiana, recebendo o prémio na categoria referente à prestação de serviços públicos.