Impala

PCP/Congresso: Jerónimo reitera necessidade de renegociar a dívida

O secretário-geral do PCP reeleito insistiu na necessidade de Portugal renegociar a dívida e libertar-se da “teia” do euro para poder crescer economicamente, no encerramento do XX Congresso comunista, em Almada.

*** Serviço áudio e vídeo disponíveis em www.lusa.pt ***


Almada, Setúbal, 04 dez (Lusa) – O secretário-geral do PCP reeleito insistiu hoje na necessidade de Portugal renegociar a dívida e libertar-se da “teia” do euro para poder crescer economicamente, no encerramento do XX Congresso comunista, em Almada.


“É uma luta e convergência em torno de uma política concreta. Reafirmamos, em síntese, o conteúdo da política patriótica e de esquerda: libertar Portugal da teia de submissão, dependência e constrangimentos impostos pelo euro, renegociar a dívida e recuperar para o país o que é do país”, afirmou Jerónimo de Sousa, no Complexo Desportivo Municipal “Cidade de Almada”.


O líder comunista, com renovado mandato presumivelmente até 2020, referia-se à proteção de “recursos, setores estratégicos”, bem como “ao direito inalienável ao desenvolvimento e criação de emprego”.



HPG // ZO


Lusa/Fim


RELACIONADOS

PCP/Congresso: Jerónimo reitera necessidade de renegociar a dívida

O secretário-geral do PCP reeleito insistiu na necessidade de Portugal renegociar a dívida e libertar-se da “teia” do euro para poder crescer economicamente, no encerramento do XX Congresso comunista, em Almada.