Impala

Organização Mundial de Turismo diz que decreto de Trump vai afetar o setor nos EUA

A Organização Mundial de Turismo condenou hoje o decreto da administração do Presidente Donald Trump que bloqueia a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana, considerando que vai prejudicar o turismo nos Estados Unidos.

Madrid, 01 fev (Lusa) – A Organização Mundial de Turismo condenou hoje o decreto da administração do Presidente Donald Trump que bloqueia a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana, considerando que vai prejudicar o turismo nos Estados Unidos.

O bloqueio temporário à entrada nos Estados Unidos de cidadãos da Síria, Iraque, Irão, Sudão, Líbia, Somália e Iémen – feito por ordem executiva da nova administração – levantou um coro de protestos tanto dentro dos Estados Unidos como no exterior.

Num comunicado, a Organização Mundial do Turismo expressou a sua “profunda preocupação e forte condenação” quanto à medida.

A decisão de Trump, acrescentou a organização com sede em Madrid, é “contrária aos princípios de liberdade de viagem” e vai “prejudicar os imensos benefícios que o setor do turismo traz para o crescimento da economia e para a criação de emprego”, acrescentou a agência.

Ao contrário do que pensam os seus mentores, o bloqueio “vai conduzir a crescentes tensões e ameaças”, considerou o líder da organização, o jordano Taleb Rifai.

Acrescentou que “a imagem de um país que impõe bloqueios às viagens de uma forma hostil como esta” afetará potenciais visitantes em todo o mundo e “arrisca-se a fazer cair a procura de viagens para os Estados Unidos”.

Na sexta-feira, o Presidente norte-americano assinou uma ordem executiva que proíbe a entrada a todos os refugiados durante 120 dias, assim como a todos os cidadãos de sete países de maioria muçulmana (Síria, Líbia, Sudão, Irão, Iraque, Somália e Iémen) durante 90 dias.

Os cidadãos daqueles sete países que possuem uma autorização de residência permanente (‘green card’) nos Estados Unidos “não são afetados”, disse no domingo ao canal NBC o chefe de gabinete da Casa Branca, Reince Priebus, adiantando, no entanto, que poderão ser submetidos a interrogatórios aprofundados à sua chegada ao país.

NVI // EL

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Organização Mundial de Turismo diz que decreto de Trump vai afetar o setor nos EUA

A Organização Mundial de Turismo condenou hoje o decreto da administração do Presidente Donald Trump que bloqueia a entrada de cidadãos de sete países de maioria muçulmana, considerando que vai prejudicar o turismo nos Estados Unidos.