Impala

Óbito/Soares: Presidente brasileiro diz que mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia

O Presidente do Brasil, Michel Temer, lamentou a morte do ex-chefe de Estado português Mário Soares, frisando que o mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia.

São Paulo, Brasil, 07 dez (Lusa) – O Presidente do Brasil, Michel Temer, lamentou hoje a morte do ex-chefe de Estado português Mário Soares, frisando que o mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia.


“O mundo perde um estadista e um defensor da democracia e da liberdade. Meus sentimentos à família e ao povo português”, escreveu Temer numa publicação no Twitter.


O Presidente brasileiro disse ter recebido com tristeza a notícia da morte de Mário Soares, que classificou como uma “figura-chave do Portugal moderno, amigo do Brasil”.


Mário Soares morreu hoje, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, onde estava internado há 26 dias, desde 13 de dezembro.


O Governo decretou três dias de luto nacional, a partir de segunda-feira.


Soares desempenhou os mais altos cargos no país e a sua vida confunde-se com a própria história da democracia portuguesa: combateu a ditadura, foi fundador do PS e Presidente da República.


Nascido a 07 de dezembro de 1924, em Lisboa, Mário Alberto Nobre Lopes Soares foi fundador e primeiro líder do PS, e ministro dos Negócios Estrangeiros após a revolução do 25 de Abril de 1974.


Primeiro-ministro entre 1976 e 1978 e entre 1983 e 1985, foi Soares a pedir a adesão à então Comunidade Económica Europeia (CEE), em 1977, e a assinar o respetivo tratado, em 1985. Em 1986, ganhou as eleições presidenciais e foi Presidente da República durante dois mandatos, até 1996.



CYR // JPS


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Óbito/Soares: Presidente brasileiro diz que mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia

O Presidente do Brasil, Michel Temer, lamentou a morte do ex-chefe de Estado português Mário Soares, frisando que o mundo perdeu um estadista e um defensor da democracia.