Impala

Novo curso de Comandos começa a 07 de abril – ministro da Defesa

O ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, anunciou hoje que o 128.º curso de Comandos começa no dia 07 de abril e sublinhou que o número de candidaturas está ao nível da média dos anteriores.

Lisboa, 29 mar (Lusa) – O ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, anunciou hoje que o 128.º curso de Comandos começa no dia 07 de abril e sublinhou que o número de candidaturas está ao nível da média dos anteriores.


“Não foi falhado nem um dos prazos que foram anunciados. O que não é muito usual. Os cursos vão recomeçar a 07 de abril e depois de limpos, completados, corrigidas as omissões em alguns casos muito significativas do Referencial de curso”, afirmou Azeredo Lopes.


Em resposta a uma pergunta do PSD na comissão parlamentar de Defesa, Azeredo Lopes adiantou ainda que o 128.º curso registou um número de candidaturas “pelo menos em linha com a média de candidaturas dos últimos cursos” de Comandos.


O ministro frisou ainda que as medidas tomadas pelo Exército na sequência da inspeção técnica extraordinária realizada ao curso incluíram o “reforço da avaliação do ponto de vista médico” para “prevenir a ocorrência de factos lesivos”.


O relatório da Inspeção Técnica Extraordinária, concluída a 05 de dezembro, tinha detetado dificuldades na atualização do Referencial do curso, atribuindo o atraso em parte à falta de militares com competências para o efeito.


O 127.º curso de Comandos, que se iniciou com 67 candidatos, ficou marcado pela morte de dois militares, em setembro.


Questionado sobre o estudo pedido à Força Aérea visando a compatibilização da utilização civil e militar na Base Aérea do Montijo, Azeredo Lopes adiantou que o relatório deverá ser entregue em “finais de abril”.



SF // ZO

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Novo curso de Comandos começa a 07 de abril – ministro da Defesa

O ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, anunciou hoje que o 128.º curso de Comandos começa no dia 07 de abril e sublinhou que o número de candidaturas está ao nível da média dos anteriores.