Impala

Notas de 100 bolívares vão continuar a circular até 20 de janeiro na Venezuela

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na quinta-feira que decidiu prolongar o prazo de circulação das notas de 100 bolívares (0,15 euros) até 20 de janeiro de 2017.

Caracas, 30 dez (Lusa) – O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na quinta-feira que decidiu prolongar o prazo de circulação das notas de 100 bolívares (0,15 euros) até 20 de janeiro de 2017.


Maduro disse que tomou a decisão “para que todo o mundo passe um fim de ano ‘tranquilinho'”.


Por outro lado, explicou que em janeiro anunciará a data em que entrarão em circulação as novas notas (de 500, 1000, 2000, 5000, 10.000 e 20.000 bolívares), que o Governo previa disponibilizar a 15 de dezembro último.


A 11 de dezembro, Nicolás Maduro ordenou que as notas de cem bolívares fossem retiradas de circulação, em 72 horas, para alegadamente combater máfias internacionais (norte-americanas, colombianas, europeias e asiáticas), que disse estarem a armazená-las para desestabilizar a economia venezuelana.


Seis dias mais tarde, depois de protestos em várias regiões do país, por falta de dinheiro nos bancos para trocar aquelas notas, as de maior circulação, anunciou que continuariam a circular até 02 de janeiro.


Durante os protestos, que ocorreram principalmente no Estado venezuelano de bolívar, a sudeste de Caracas, mais de 400 estabelecimentos comerciais foram saqueados, alguns deles de portugueses radicados no país.



FPG // MP


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Notas de 100 bolívares vão continuar a circular até 20 de janeiro na Venezuela

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou na quinta-feira que decidiu prolongar o prazo de circulação das notas de 100 bolívares (0,15 euros) até 20 de janeiro de 2017.