Impala

Marcelo pede acordo urgente entre partidos para reforço da descentralização

O Presidente da República apelou aos partidos para que rapidamente cheguem a um “acordo de regime” para aprovar legislação que “leve mais longe o sonho do poder local democrático” e reforce a descentralização.

*** Serviço de áudio disponível em www.lusa.pt ***



Lisboa, 13 jan (Lusa) – O Presidente da República apelou hoje aos partidos para que rapidamente cheguem a um “acordo de regime” para aprovar legislação que “leve mais longe o sonho do poder local democrático” e reforce a descentralização.


Marcelo Rebelo de Sousa, que falava durante um encontro com centenas de presidentes de junta de freguesia de todo o país, na Aula Magna da Universidade de Lisboa, defendeu que “não fará sentido deixar para a véspera das eleições a aprovação de legislação autárquica”.


Segundo o chefe de Estado, “este é o momento, estão reunidas as condições para um verdadeiro acordo de regime em termos de descentralização, que no caso das freguesias significa o reforço das suas atribuições, a consolidação da competência dos seus órgãos, ultrapassar a fase da dependência da iniciativa casuística dos municípios ou do Estado, a estabilização financeira”.


O Presidente da República promoveu este encontro, seguido de um concerto da fadista Cuca Roseta, para agradecer aos presidentes de junta a sua “dedicação a Portugal” no mandato de quatro anos que agora termina.


“Mas vou mais longe. O objetivo deste nosso encontro de hoje é também olhar para o futuro imediato. Temos à nossa frente escassos meses para fazer aprovar legislação que leve mais longe o sonho do poder local democrático nascido em 25 de Abril de 74 e institucionalizado na Constituição da República Portuguesa”, acrescentou o chefe de Estado.



IEL // JPS


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Marcelo pede acordo urgente entre partidos para reforço da descentralização

O Presidente da República apelou aos partidos para que rapidamente cheguem a um “acordo de regime” para aprovar legislação que “leve mais longe o sonho do poder local democrático” e reforce a descentralização.