Impala

Guterres vai dar força ao Direito Internacional — Ferro Rodrigues

O presidente da Assembleia da República considerou hoje o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, um fator de união entre portugueses e a personalidade ideal para dar força ao Direito Internacional, sintetizando “coração e razão”.

*** Serviços áudio e vídeo disponíveis em www.lusa.pt ***



Lisboa, 23 dez (Lusa) – O presidente da Assembleia da República considerou hoje o secretário-geral das Nações Unidas designado, António Guterres, um fator de união entre portugueses e a personalidade ideal para dar força ao Direito Internacional, sintetizando “coração e razão”.


Ferro Rodrigues proferiu estas palavras após ter procedido à entrega ao secretário-geral das Nações Unidas designado o Prémio Direitos Humanos 2016, atribuído pelo parlamento, num ato em que teve ao seu lado o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.


O prémio, no valor de 25 mil euros, foi imediatamente doado pelo antigo primeiro-ministro português ao Conselho Português para os Refugiados.


Na cerimónia, na Sala do Senado, estiveram presentes o primeiro-ministro, António Costa, o antigo chefe de Estado Jorge Sampaio, o presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, a líder do CDS-PP, Assunção Cristas, o ex-coordenador do Bloco de Esquerda Francisco Louçã, assim como vários deputados de todas as bancadas, entre eles António Filipe (PCP) e Heloísa Apolónia.



PMF // ZO


Lusa/fim


RELACIONADOS

Guterres vai dar força ao Direito Internacional — Ferro Rodrigues

O presidente da Assembleia da República considerou hoje o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, um fator de união entre portugueses e a personalidade ideal para dar força ao Direito Internacional, sintetizando “coração e razão”.