Impala

Governo aprova pagamento de indemnizações compensatórias relativas a passe intermodal

O Conselho de Ministros autorizou o pagamento das indemnizações compensatórias em atraso às empresas privadas de transportes coletivos de passageiros de Lisboa relativas ao passe intermodal, num total de 13,9 milhões de euros.

Lisboa, 15 dez (Lusa) – O Conselho de Ministros autorizou hoje o pagamento das indemnizações compensatórias em atraso às empresas privadas de transportes coletivos de passageiros de Lisboa relativas ao passe intermodal, num total de 13,9 milhões de euros.


No ‘briefing’ do Conselho de Ministros de hoje, o ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, anunciou que foi decidido proceder “ao pagamento devido às empresas privadas de transporte coletivo rodoviário na Área Metropolitana de Lisboa das compensações necessárias relativas também à imposição por serviço público do passe intermodal” que estavam “inexplicavelmente há três anos sem pagar”.


“[Os jornalistas] Terão tido até notícias de alguns desses operadores, que diziam que iam abandonar o passe intermodal, com gravíssimo prejuízo para as pessoas e para a mobilidade metropolitana”, recordou.


Segundo o governante, “depois de um trabalho de longa discussão com os próprios operadores e também com o Conselho Metropolitano, foi ontem [quarta-feira] assinado o despacho pelos ministérios das Finanças e do Ambiente que fixaram as novas regras e foi hoje decidido o pagamento destas mesmas compensações que são, com IVA, um valor 13,9 milhões de euros”.



JF // PNG


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Governo aprova pagamento de indemnizações compensatórias relativas a passe intermodal

O Conselho de Ministros autorizou o pagamento das indemnizações compensatórias em atraso às empresas privadas de transportes coletivos de passageiros de Lisboa relativas ao passe intermodal, num total de 13,9 milhões de euros.