Impala

Ferro Rodrigues espera que haja capacidade nacional e do BCE para travar taxas de juro

O presidente da Assembleia da República afirmou esperar que haja capacidade das autoridades portuguesas e do Banco Central Europeu para travar o aumento das taxas de juro, para o qual, defendeu, Portugal em nada contribuiu.

Lisboa, 06 jan (Lusa) – O presidente da Assembleia da República afirmou hoje esperar que haja capacidade das autoridades portuguesas e do Banco Central Europeu (BCE) para travar o aumento das taxas de juro, para o qual, defendeu, Portugal em nada contribuiu.


Eduardo Ferro Rodrigues abordou este assunto durante a apresentação de cumprimentos de ano novo da Assembleia da República ao Presidente da República, na Sala do Embaixadores do Palácio de Belém, declarando: “Em 2017 também vamos ter certamente muitos problemas”.


“Começou já com esta situação em que a debilidade e a vulnerabilidade de Portugal – do seu sistema financeiro, da economia e da situação do país – estão bem à vista com as subidas das taxas de juro, para as quais nada contribuímos, nos últimos dias. Mas em que se espera que haja da parte do BCE e das autoridades portuguesas a capacidade de travar esta situação”, acrescentou.



IEL // ZO


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Ferro Rodrigues espera que haja capacidade nacional e do BCE para travar taxas de juro

O presidente da Assembleia da República afirmou esperar que haja capacidade das autoridades portuguesas e do Banco Central Europeu para travar o aumento das taxas de juro, para o qual, defendeu, Portugal em nada contribuiu.