Ex-Presidente de Taiwan condenado a quatro meses de prisão

Ex-Presidente de Taiwan condenado a quatro meses de prisão

O ex-Presidente de Taiwan Ma Ying-jeou foi hoje condenado a quatro meses de prisão pelo Supremo Tribunal de Justiça do país, que o considerou culpado de divulgar informações confidenciais enquanto ainda exercia funções.

O ex-Presidente de Taiwan Ma Ying-jeou foi hoje condenado a quatro meses de prisão pelo Supremo Tribunal de Justiça do país, que o considerou culpado de divulgar informações confidenciais enquanto ainda exercia funções.

LEIA MAIS: Taiwan planeia comprar caças F-35 para se defender da China

Ma Ying-jeou, de 67 anos, vai recorrer da decisão do Supremo, de acordo com um comunicado divulgado pelos advogados após o veredito.

O antigo chefe de Estado tinha sido considerado inocente por um tribunal distrital de Taipé no ano passado, mas o Ministério Público recorreu da decisão.

O caso remonta a 2013, altura em que o Presidente, ainda em funções, divulgou informações sobre uma conversa telefónica entre o ex-presidente do Parlamento Wang Jin-pyng e o legislador do partido da oposição Ker Chien-ming.

No poder entre 2008 e 2016, Ma estreitou as relações com a República Popular da China, sendo o terceiro ex-Presidente da ilha a enfrentar acusações criminais depois de deixar o cargo.

O antecessor Chen Shui-bian, do rival Partido Progressista Democrático, saiu em liberdade condicional em 2015, por razões de saúde, após ter cumprido cinco anos de prisão de uma sentença de 20 por corrupção.

VEJA AINDA: Sismo em Taiwan faz pelo menos dois mortos, um desaparecido e 202 feridos

 


RELACIONADOS

Ex-Presidente de Taiwan condenado a quatro meses de prisão

O ex-Presidente de Taiwan Ma Ying-jeou foi hoje condenado a quatro meses de prisão pelo Supremo Tribunal de Justiça do país, que o considerou culpado de divulgar informações confidenciais enquanto ainda exercia funções.