Impala

Dois portugueses morreram e um ficou ferido em obra em Antuérpia, na Bélgica

Dois portugueses, com residência permanente na Bélgica, morreram hoje na localidade de Dussel, Antuérpia, e um outro fico ferido, quando uma parede do edifício que construíam colapsou, disse à agência Lusa fonte da Secretaria de Estado da Comunidades.

Lisboa, 20 dez (Lusa) — Dois portugueses, com residência permanente na Bélgica, morreram hoje na localidade de Dussel, Antuérpia, e um outro fico ferido, quando uma parede do edifício que construíam colapsou, disse à agência Lusa fonte da Secretaria de Estado da Comunidades.


O acidente ocorreu às 10:00, no estaleiro de uma obra de construção de uma fábrica, segundo a mesma fonte.


“Uma das paredes da parte nova da fábrica colapsou”, provocando a morte aos dois portugueses e ferimentos num terceiro.


O português ferido, com 33 anos, natural da Póvoa de Varzim, sofreu ferimentos ligeiros e já está em casa, explicou a mesma fonte.


“As vítimas mortais tinham residência permanente na Bélgica, e tinham 42 e 27 anos”, referiu, sublinhando que as famílias já foram notificadas e estão a receber apoio psicológico das autoridades belgas.



MSE // MAG


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Dois portugueses morreram e um ficou ferido em obra em Antuérpia, na Bélgica

Dois portugueses, com residência permanente na Bélgica, morreram hoje na localidade de Dussel, Antuérpia, e um outro fico ferido, quando uma parede do edifício que construíam colapsou, disse à agência Lusa fonte da Secretaria de Estado da Comunidades.