Impala

Detida em Atenas uma dirigente do grupo armado Luta Revolucionária

A polícia grega deteve a dirigente da organização terrorista grega Luta Revolucionária Pola Rupa, uma das pessoas mais procuradas do país.

Atenas, 05 jan (Lusa) — A polícia grega deteve hoje a dirigente da organização terrorista grega Luta Revolucionária Pola Rupa, uma das pessoas mais procuradas do país.


Em comunicado, a polícia informou que efetivos da brigada antiterrorista detiveram Pola Rupa na madrugada de hoje num bairro da periferia de Atenas, sem que esta tivesse oferecido resistência.


Além de Rupa, de 48 anos, foi detida uma mulher de 25 anos, que alegadamente a tinha escondido na sua casa.


Rupa é companheira de Nikos Maziotis, considerado um dos principais cabecilhas desta organização de guerrilha urbana, detido em 2014 numa operação policial em pleno centro de Atenas.


O governo do então primeiro-ministro Andonis Samaras tinha oferecido uma recompensa de dois milhões de euros pela captura de Maziotis e de Rupa.


Segundo a agência espanhola Efe, é atribuída a Rupa a autoria de vários roubos à mão armada, incluindo o de uma sucursal bancária que ela própria reivindicou em março do ano passado numa carta aberta, em que disse que o dinheiro era destinado a pagar uma operação para libertar o seu companheiro da prisão com um helicóptero.


O plano de fuga da prisão de Korydalos, em fevereiro de 2016, fracassou porque o piloto do helicóptero abortou a operação.


O grupo Luta Revolucionária esteve ativo desde 2003 até 2010 e nesse período cometeu 20 atentados que não causaram vítimas mortais.


A 10 de abril de 2014, o grupo, incluído na lista de organizações terroristas da União Europeia, retomou a atividade armada, tendo colocado uma bomba frente ao Banco da Grécia.



FV // ISG


Lusa/fim


RELACIONADOS