Impala

Câmara de Matosinhos quer dar nome de Guilherme Pinto a futura praça no concelho

A Câmara de Matosinhos quer dar o nome do autarca Guilherme Pinto, que morreu domingo vítima de doença prolongada, a uma futura praça, tendo sido hoje apresentada uma proposta nesse sentido.

Matosinhos, Porto, 12 jan (Lusa) — A Câmara de Matosinhos quer dar o nome do autarca Guilherme Pinto, que morreu domingo vítima de doença prolongada, a uma futura praça, tendo sido hoje apresentada uma proposta nesse sentido.


A proposta hoje apresentada pelo novo presidente, Eduardo Pinheiro, terá ainda de ser aprovada pela Comissão de Toponímia e pela União de Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, “mas conta, desde já, com o apoio de todas as forças políticas representadas no executivo municipal”, indica a autarquia em comunicado.


Idealizada pelo próprio Guilherme Pinto, a futura praça, a nascer em Matosinhos-Sul, ficará delimitada pelas ruas de Sousa Aroso, Brito e Cunha e D. João I e contará com um Monumento ao Operário Conserveiro da autoria do escultor Rui Anahory.


“Será a grande praça que Matosinhos nunca teve e que, doravante, poderá ser um local privilegiado de exercício da cidadania”, sublinhava Guilherme Pinto em comunicado na passada semana, dias antes de morrer e já depois renunciar ao mandato, num ato que produziria efeito a 01 de fevereiro.


Orçada em cerca de 480 mil euros, a construção da nova Praça Guilherme Pinto irá arrancar até ao final do mês, em simultâneo com várias outras obras anunciadas no sábado e que incluem, entre outros, a construção da ligação viária entre as ruas da Estação de S. Mamede e Flor de Infesta, a requalificação da Rua Heróis de França e da Avenida Serpa Pinto e a construção das praças do Freixieiro e do Padrão da Légua.


Também hoje, em reunião extraordinária do executivo, foi aprovada, por unanimidade, a delegação das competências da câmara municipal no presidente Eduardo Pinheiro, bem como a sua designação para a presidência das empresas municipais Matosinhos Habit e Matosinhos Sport.


Para substituir Guilherme Pinto na Assembleia Intermunicipal da Lipor foi designado o vereador da Cultura e Turismo Fernando Rocha.


No novo mapa de funções hoje aprovado, o pelouro do Ambiente, Urbanismo, Planeamento, Fiscalização e Polícia Municipal fica para a vereadora Joana Ferreira e o pelouro dos Recursos Humanos, Educação, Conservação do Espaço Público e Qualidade 100% para o vereador António Correia Pinto.


A vereadora Maria de Lurdes Queirós fica responsável pelo pelouro da Ação Social, Juventude e Proteção Civil, o vereador Tiago Maia com o pelouro do Desporto e o vereador José Pedro Rodrigues com os Transportes e Mobilidade.



LIL // JGJ


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Câmara de Matosinhos quer dar nome de Guilherme Pinto a futura praça no concelho

A Câmara de Matosinhos quer dar o nome do autarca Guilherme Pinto, que morreu domingo vítima de doença prolongada, a uma futura praça, tendo sido hoje apresentada uma proposta nesse sentido.