Impala

Cabo Verde estuda possibilidade de extensão do espaço Shengen

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, disse, na cidade da Praia, que o país está a estudar a possibilidade de se tornar uma extensão do espaço de livre circulação europeu (Shengen).

Praia, 14 dez (Lusa) – O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, disse hoje, na cidade da Praia, que o país está a estudar a possibilidade de se tornar uma extensão do espaço de livre circulação europeu (Shengen).


“Estamos a estudar esta extensão do espaço Shengen a Cabo Verde. É uma questão que está em cima da mesa”, disse Luís Filipe Tavares.


O titular da diplomacia cabo-verdiana considerou que se trata de “algo muito interessante para o país”, mas que requer um estudo aprofundado e feito com calma.


“Queremos que Cabo Verde seja um país seguro, que garanta a segurança das pessoas que venham para Cabo Verde e sobretudo daquelas que saem de Cabo Verde para todos os países do mundo. É nesse quadro, e também no quadro do desenvolvimento económico que queremos para o nosso país, que estamos a fazer esta reflexão”, acrescentou.


Luís Filipe Tavares disse ainda que, no âmbito dessa reflexão, o país quer encontrar “a melhor forma de abordar a questão e de levar essa discussão às entidades internacionais” com as quais o país vai ter que cooperar nesta matéria.


Neste contexto, o ministro sublinhou as “excelentes relações” de Cabo Verde com a União Europeia, considerando que existe um futuro que pode ser útil às duas partes.


“O quadro está à nossa frente, vamos trabalhar com humildade tentando defender os interesses do nosso país. Acreditamos que Cabo Verde e a União Europeia têm um futuro à frente que pode ser útil tanto para a União Europeia como para Cabo Verde”, considerou.



CFF // VM


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Cabo Verde estuda possibilidade de extensão do espaço Shengen

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, disse, na cidade da Praia, que o país está a estudar a possibilidade de se tornar uma extensão do espaço de livre circulação europeu (Shengen).