Impala

Cabo Verde apoia candidatura do Senegal à presidência da União Africana

Cabo Verde vai apoiar a candidatura do Senegal à presidência da comissão da União Africana protagonizada pelo académico e político senegalês Abdoulaye Bathily, disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros cabo-verdiano.

Praia, 14 dez (Lusa) – Cabo Verde vai apoiar a candidatura do Senegal à presidência da comissão da União Africana protagonizada pelo académico e político senegalês Abdoulaye Bathily, disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros cabo-verdiano.


“Cabo Verde apoia o candidato senegalês. Já tivemos oportunidade de manifestar isso ao ministro dos Negócios Estrangeiros do Senegal”, disse Luís Filipe Tavares.


O ministro cabo-verdiano, que falava hoje aos jornalistas na cidade da Praia, justificou o apoio com a “competência” e a “reconhecida idoneidade” do professor universitário, político, ex-ministro e representante do escritório das Nações Unidas para África, Abdoulaye Bathily, de 69 anos.


“Apoiamos a candidatura do antigo ministro senegalês, que é muito competente, de reconhecida idoneidade e que tem feito um trabalho muito importante ao longo da sua carreira política em prol do desenvolvimento da União Africana”, disse Luís Filipe Tavares.


O Senegal pediu no início do mês o apoio de Cabo Verde à candidatura do país à presidência da comissão da União Africana (UA), tendo enviado à cidade da Praia a ministra do Turismo do Senegal, Maïmouna Ndoye Seck, para um encontro com o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.


As eleições para a comissão da União Africana realizam-se em janeiro e serão disputadas por seis candidatos: Pelonomi Venson-Moitoi (Botswana), Agapito Mba Mokuy (Guiné Equatorial), Fowsiyo Yusuf Haji Adan (Somália), Amina Mohammed (Quénia), Moussa Faki Mahamat(Chade) e Abdoulaye Bathily (Senegal).



CFF // APN


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Cabo Verde apoia candidatura do Senegal à presidência da União Africana

Cabo Verde vai apoiar a candidatura do Senegal à presidência da comissão da União Africana protagonizada pelo académico e político senegalês Abdoulaye Bathily, disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros cabo-verdiano.