Impala

Angola e Índia instituem comissão bilateral para reforçar cooperação

Angola e Índia vão reforçar a cooperação em áreas como a agricultura, indústria ou saúde, no âmbito da formalização da comissão bilateral entre os dois governos, acordo rubricado hoje em Luanda.

Luanda, 30 jan (Lusa) – Angola e Índia vão reforçar a cooperação em áreas como a agricultura, indústria ou saúde, no âmbito da formalização da comissão bilateral entre os dois governos, acordo rubricado hoje em Luanda.


A comissão bilateral, conforme explicou a secretária de Estado da Cooperação de Angola, Ângela Bragança, vai começar a ser institucionalizada, identificando novas áreas de cooperação entre os dois países, devendo arrancar com uma reunião entre os chefes da Diplomacia, angolana e indiana, “a todo o momento”.


“O encontro servirá para definir caminhos” para reforçar a cooperação com a Índia, explicou a governante, que assinou o acordo pela parte angolana.


A Índia já compra atualmente cerca de dez por cento do petróleo produzido em Angola, sendo por isso o segundo destino das exportações angolanas, a seguir à China.


O embaixador da Índia em Luanda, Shri Sushil Kumar Singhal, sublinhou durante a cerimónia de hoje o objetivo de reforçar a cooperação com Angola em áreas como a agricultura, a indústria, novas tecnologias, ensino superior ou saúde.


“Mas há outros setores para cooperar”, apontou o diplomata, após rubricar o acordo, um mecanismo que “vai ajudar a implementar” a já forte relação bilateral económica.


Shri Sushil Kumar Singhal manifestou ainda a possibilidade de este acordo permitir encontrar mecanismos para alargar a atividade de empresas angolanas na Índia, tendo em conta que as exportações angolanas para aquele país são apenas de petróleo.


Esta comissão bilateral, liderada pelos ministros das Relações Exteriores dos dois países, deverá reunir-se a cada dois anos, para “avaliar” o estado das relações, nomeadamente económicas e sociais.


“A cooperação com a Índia verifica-se em várias áreas, no domínio da formação, agrícola e indústria. O ato que acabamos de realizar vai sobretudo operacionalizar, com maior intensidade, a cooperação”, explicou Ângela Bragança.


A governante admitiu que a medicina tradicional ou a indústria farmacêutica são propostas a analisar por Angola, para reforço da cooperação com a Índia.


Esta comissão bilateral vai dar seguimento ao acordo de cooperação entre os dois países, rubricado a 04 de outubro de 1986, versado então nos domínios da economia, técnica, ciência e cultura.



PVJ // FPA

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Angola e Índia instituem comissão bilateral para reforçar cooperação

Angola e Índia vão reforçar a cooperação em áreas como a agricultura, indústria ou saúde, no âmbito da formalização da comissão bilateral entre os dois governos, acordo rubricado hoje em Luanda.