Impala

Acidente/França: Secretário de Estado das Comunidades vai acompanhar as vítimas no local

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, desloca-se esta tarde para Lyon, França, para acompanhar no local as vítimas do acidente desta madrugada em França, que envolveu 32 portugueses.

Redação, 08 jan (Lusa) – O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, desloca-se esta tarde para Lyon, França, para acompanhar no local as vítimas do acidente desta madrugada em França, que envolveu 32 portugueses.


“Parto às 18:00 para Lyon para acompanhar mais de perto e contatar os serviços e os hospitais onde estão os [três] feridos graves”, disse à Lusa o governante, que prevê chegar cerca das 23:00 a França.


O despiste de um autocarro esta madrugada na Estrada Nacional 79, na direção Mâcon-Moulins, num troço da RCEA (Estrada Centro Europa e Atlântico), conhecida por ser uma estrada perigosa, provocou até agora quatro mortos, três feridos graves e 25 ligeiros, que seguiam no autocarro a caminho de Genebra, Suíça.


Quanto à identidade das vítimas, José Luís Carneiro foi cauteloso: “Com confirmação oficial temos a de um casal com dois filhos de Penafiel. A restante identidade das vítimas está ainda a ser confirmada”, ressalvou.


O acidente aconteceu às 04:30 locais (menos uma hora em Lisboa) com um autocarro que partiu de Portugal, a caminho da Suíça, e se despistou a 230 quilómetros de Genebra, o destino final.


O secretário de Estado das Comunidades disse ainda que regressa a Portugal já na segunda-feira, “com a intenção” de poder estar presente no funeral do presidente da Câmara de Matosinhos, Guilherme Pinto, que morreu também hoje de madrugada, vítima de doença prolongada.


VP (ROC/LIL) //GC


Lusa/fim


RELACIONADOS

Acidente/França: Secretário de Estado das Comunidades vai acompanhar as vítimas no local

O secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, desloca-se esta tarde para Lyon, França, para acompanhar no local as vítimas do acidente desta madrugada em França, que envolveu 32 portugueses.