Impala

Ordem dos Médicos quer investigação a clínica onde Carolina Patrocínio fez tratamento

Clínica onde Carolina Patrocínio e marido fizeram tratamentos está debaixo da mira da Ordem dos Médicos. Especialistas criticam tratamentos com soro e injeções com misturas de vitaminas.

A Ordem dos Médicos vai investigar clínica que faz tratamentos com soro e injeções com misturas de vitaminas, nutrientes, aminoácidos e medicamentos.

Segundo o site da Notícias Magazine, o bastonário Miguel Guimarães quer fazer uma visita à clínica para averiguar se existem médicos a trabalhar no estabelecimento e quais os atos médicos que praticam. O bastonário adiantou  que vai ser feita uma queixa à Entidade Reguladora da Saúde e vai ser pedida a intervenção da Inspeção-geral das Atividades em Saúde.

“Publicidade enganosa”, considera bastonário

A polémica relacionada com a clínica, a Reviv, gerou-se depois de Carolina Patrocínio e o marido, Gonçalo Uva, terem publicado fotografias nas redes sociais a receber uma infusão de vitaminas.

No site da Reviv, pode ler-se que esta é a “primeira clínica de hidratação IV (intravenosa) em Lisboa” que oferece “tratamentos de bem-estar”, que contribuem para “a recuperação da ressaca e de doenças, como gripe e as alergias, refrescar o aspeto da pele e promover uma desintoxicação do organismo”.

Médicos chocados

Os médicos estão indignados com a ideia, mesmo os que são especializados em medicina ortomolecular, que usa vitaminas, minerais, oligolementos, aminoácidos, e coenzimas para tratar e prevenir doenças.

“É muito grave estar a usar-se esses tratamentos em pessoas saudáveis, que não estão doentes e não necessitam dessas vitaminas, nutrientes e medicamentos”, diz João Tomé, naturopata, à Notícias Magazine.  Mário Mascarenhas, especialista em Endocrinologia afirma que os tratamentos “não servem para nada”. O médico acrescenta ainda que “as pessoas não estão doentes e, como tal, não faz sentido tratar pessoas saudáveis”.

Segundo a Notícias Magazine, desde que a clínica abriu, em Lisboa, já foram atendidas 200 pessoas

“A Reviv está licenciada em Portugal pela Entidade Reguladora de Saúde e pelo Infarmed, garantindo que os produtos usados não visam diagnosticar, tratar, curar ou prevenir qualquer doença”, diz Marta Padilha, médica.

Mais

RELACIONADOS

Ordem dos Médicos quer investigação a clínica onde Carolina Patrocínio fez tratamento

Clínica onde Carolina Patrocínio e marido fizeram tratamentos está debaixo da mira da Ordem dos Médicos. Especialistas criticam tratamentos com soro e injeções com misturas de vitaminas.