João Araújo terá abandonado a defesa de Sócrates na Operação Marquês

João Araújo terá abandonado a defesa de Sócrates na Operação Marquês

O advogado do antigo primeiro-ministro no processo «Operação Marquês» não assinou os últimos recursos apresentados em nome de José Sócrates.

Um dos advogados de José Sócrates no processo «Operação Marquês, João Araújo,  terá abandonado a defesa do antigo primeiro-ministro, segundo noticia o Correio da Manhã.

Na base da informação estará o facto de os últimos recursos apresentados em nome de Sócrates terem sido assinados apenas por Pedro Delille, outro dos advogados do governante neste processo. Até ao momento, não terá entrado no processo qualquer declaração de renúncia.

João Araújo:  «Não quero esclarecer nada»

O advogado, confrontado com a notícia, escusou-se a tecer qualquer tipo de comentário. « “É um assunto entre mim e o engenheiro José Sócrates. Não quero esclarecer nada», afirmou.

João Araújo, protagonista de várias polémicas com jornalistas e magistrados, faz parte da equipa de defesa de José Sócrates desde o início da «Operação Marquês». Já Pedro Delille, entrou para a equipa mais tarde.


RELACIONADOS

João Araújo terá abandonado a defesa de Sócrates na Operação Marquês

O advogado do antigo primeiro-ministro no processo «Operação Marquês» não assinou os últimos recursos apresentados em nome de José Sócrates.