Sul-africana SASOL disponibiliza 84,1 ME para PME moçambicanas

Sul-africana SASOL disponibiliza 84,1 ME para PME moçambicanas

A companhia sul-africana SASOL vai canalizar 100 milhões de dólares anuais (84,1 milhões de euros) para a compra de bens e serviços nas pequenas e médias empresas moçambicanas, anunciou hoje a Confederação das Associações Económicas de Moçambique.

Maputo, 08 mai (Lusa) – A companhia sul-africana SASOL vai canalizar 100 milhões de dólares anuais (84,1 milhões de euros) para a compra de bens e serviços nas pequenas e médias empresas (PME) moçambicanas, anunciou hoje a Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA).


O presidente da CTA, Agostinho Vuma, assinou na quarta-feira um acordo de cooperação com o diretor-executivo da SASOL, Peter Manoogian, visando a criação de oportunidades de negócios que serão geradas nos próximos anos pela multinacional sul-africana para as PME moçambicanas.


“O acordo de cooperação que assinámos com a SASOL irá permitir desenvolver ações que irão concorrer para facilitar a participação das entidades moçambicanas nas oportunidades de negócios nos projetos de hidrocarbonetos operados pela Sasol no país”, declarou Agostinho Vuma.


A colaboração com a SASOL, continuou, vai facilitar o fornecimento de bens e serviços por parte das empresas moçambicanas e dinamizar o processo de reformas regulatórias para a criação de uma atmosfera favorável à cooperação entre a multinacional sul-africana e os empresários moçambicanos.


“A implementação deste acordo de cooperação será monitorizado periodicamente, tendo sido definido um intervalo para monitorização de quatro em quatro meses”, acrescentou.


Por seu turno, o diretor- executivo da SASOL, Peter Manoogian, disse que o acordo com a CTA faz parte da aposta da empresa na promoção do crescimento económico e social de Moçambique.


“Através da colaboração entre os setores público e privado, acreditamos que juntos podemos garantir a industrialização e a prosperidade social em benefício do país e do povo moçambicano”, assinalou Peter Manoogian.


A SASOL é concessionária de campos de gás natural na província moçambicana de Inhambane, sul do país, sendo a primeira no país a produzir este recurso, que exporta para a África do Sul e destina uma quota para o mercado interno de Moçambique.


Nos próximos anos, está previsto o desenvolvimento de projetos de gás natural na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, por consórcios liderados pelas companhias norte-americana Anadarko e italiana ENI, após a descoberta de grandes reservas na região.



PMA // VM

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Sul-africana SASOL disponibiliza 84,1 ME para PME moçambicanas

A companhia sul-africana SASOL vai canalizar 100 milhões de dólares anuais (84,1 milhões de euros) para a compra de bens e serviços nas pequenas e médias empresas moçambicanas, anunciou hoje a Confederação das Associações Económicas de Moçambique.