Impala

INE divulga défice em contas nacionais até terceiro trimestre deste ano

O INE divulga o valor do défice até ao terceiro trimestre deste ano, sendo que a UTAO estima que tenha ficado nos 2,8%, acima do objetivo do Governo e da meta definida com Bruxelas.

Lisboa, 23 dez (Lusa) — O INE divulga hoje o valor do défice até ao terceiro trimestre deste ano, sendo que a UTAO estima que tenha ficado nos 2,8%, acima do objetivo do Governo e da meta definida com Bruxelas.


No início de dezembro, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) estimou que o défice das administrações públicas, em contas nacionais, as que contam para Bruxelas, tenha ficado nos 2,8% do Produto Interno Bruto (PIB) entre janeiro e setembro deste ano.


Este valor fica acima da meta do Governo para a totalidade do ano, de 2,4% do PIB, bem como da meta fixada por Bruxelas, de 2,5% do PIB, aquando do encerramento do processo de sanções a Portugal.


Os técnicos independentes que apoiam o parlamento calcularam que o défice se tenha situado entre 2,5% e 3,1% do PIB, apontando para um valor central de 2,8% do PIB.


A UTAO sublinhou que, caso este valor se confirme, “será necessário que no último trimestre de 2016 o défice global se situe em 1,5% do PIB” para cumprir a meta definida pelo Ministério das Finanças, destacando que “existem pressões orçamentais que podem colocar desafios ao cumprimento daquela meta”.


Nesse sentido, os especialistas destacaram que “estes resultados trimestrais não só se afiguram mais exigentes do que aqueles que foi possível alcançar nos primeiros três trimestres de 2016, como também terão de ser alcançados num contexto em que a reposição gradual dos salários da Função Pública e a redução do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) da restauração no segundo semestre colocam pressões acrescidas sobre o défice orçamental face aos trimestres anteriores”.


Por outro lado, a confirmar-se a estimativa da UTAO, “no período janeiro — setembro, o défice deverá ter registado uma redução de 0,6 pontos percentuais do PIB face a idêntico período do ano anterior, após ter evidenciado uma diminuição de 1,8 pontos percentuais em termos homólogos no primeiro semestre e de 2,6 pontos percentuais do PIB nos primeiros três meses do ano”.


Na quarta-feira, o primeiro-ministro, António Costa, voltou a mostrar-se confiante de que o défice este ano ficará abaixo de 2,5%, a meta europeia.


“Pela primeira vez teremos o nosso défice orçamental a cumprir as regras da União Europeia. Agora, que já faltam poucos dias para o final do ano, já podemos dizer com tranquilidade e segurança que o défice ficará mesmo abaixo dos 2,5%, o limite que tinha sido fixado pela Comissão Europeia. Ficaremos abaixo, com conforto, dos 2,5%”, sublinhou o chefe de Governo.



SP // CSJ


Lusa/fim


RELACIONADOS

INE divulga défice em contas nacionais até terceiro trimestre deste ano

O INE divulga o valor do défice até ao terceiro trimestre deste ano, sendo que a UTAO estima que tenha ficado nos 2,8%, acima do objetivo do Governo e da meta definida com Bruxelas.