Impala

FMI insta Espanha a aumentar coleta de IVA e a subir impostos ambientais

O Fundo Monetário Internacional (FMI) instou hoje Espanha a aumentar a coleta de IVA e a subir os impostos ambientais, de forma a reduzir “a avultada” dívida pública, apesar de reconhecer a “impressionante recuperação económica” do país.

Washington, 30 jan (Lusa) — O Fundo Monetário Internacional (FMI) instou hoje Espanha a aumentar a coleta de IVA e a subir os impostos ambientais, de forma a reduzir “a avultada” dívida pública, apesar de reconhecer a “impressionante recuperação económica” do país.


“À luz da avultada dívida pública e a expansão orçamental estrutural dos últimos anos, a prioridade deveria centrar-se nas medidas de entrada de receita que menos distorcem, como a subida da coleta de IVA […] e o aumento das taxas e impostos ambientais”, de acordo com o relatório anual do FMI sobre a economia espanhola, conhecido como artigo IV, publicado hoje em Washington.


A organização internacional de cooperação monetária prevê que a recuperação económica verificada nos últimos anos, com taxas de crescimento de 3,2% em 2015 e 2016, seja mais moderada em 2017, com o Produto Interno Bruto (PIB) a crescer apenas 2,3%.


O FMI também avisa que a crescente onda de “protecionismo” global poderá afetar a economia espanhola através da diminuição da procura externa ligada ao comércio e a debilidade macroeconómica na América Latina, região onde o país tem uma grande presença financeira.


A chefe da missão do FMI para Espanha, Andrea Schaechter, citada pela agência espanhola EFE, sublinhou que calcula em 3,2% o défice orçamental em 2017, apenas uma décima acima da meta negociada entre o país e a União Europeia.


Schaechter indicou ainda que o período de austeridade já ficou para trás e que agora a prioridade é o ajustamento “gradual” a médio prazo, que estimou em cerca de 0,5% anualmente, para estabilizar as contas públicas e reduzir a dívida do país, que se prevê continuar a ser superior a 99% do PIB em 2017.


“É muito importante não fazer marcha atrás nas reformas estruturais adotadas nos últimos anos”, realçou a chefe da missão do FMI para Espanha.



FPB // MSF

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

FMI insta Espanha a aumentar coleta de IVA e a subir impostos ambientais

O Fundo Monetário Internacional (FMI) instou hoje Espanha a aumentar a coleta de IVA e a subir os impostos ambientais, de forma a reduzir “a avultada” dívida pública, apesar de reconhecer a “impressionante recuperação económica” do país.