Doença da banana deixa 700 trabalhadores no desemprego no norte de Moçambique
Impala

Doença da banana deixa 700 trabalhadores no desemprego no norte de Moçambique

A chamada doença “mal do Panamá” levou ao encerramento da empresa Matanuska, que produzia banana no distrito de Monapo, norte de Moçambique, atirando para o desempego 700 trabalhadores, disse o administrador local, citado hoje pelo diário Notícias.

A chamada doença “mal do Panamá” levou ao encerramento da empresa Matanuska, que produzia banana no distrito de Monapo, norte de Moçambique, atirando para o desempego 700 trabalhadores, disse o administrador local, citado hoje pelo diário Notícias.

O administrador de Monapo, província de Nampula, Carlos Ramos, afirmou que a empresa encerrou há um ano, quando o Governo moçambicano decretou a interdição da circulação da banana, na sequência do “mal do Panamá”.

“No auge da sua produção, a Manuska Moçambique chegou a exportar diariamente 1.400 toneladas de banana para vários países da Europa, África e Ásia”, afirmou Carlos Ramos.

A administração de Monapo está a trabalhar para encontrar uma solução para os 700 trabalhadores que perderam o emprego.

O “mal do Panamá” é uma doença endêmica provocada por um fungo e que atacada bananeiras, provocando-lhes amarelecimento e que leva à sua destruição.

 


RELACIONADOS

Doença da banana deixa 700 trabalhadores no desemprego no norte de Moçambique

A chamada doença “mal do Panamá” levou ao encerramento da empresa Matanuska, que produzia banana no distrito de Monapo, norte de Moçambique, atirando para o desempego 700 trabalhadores, disse o administrador local, citado hoje pelo diário Notícias.