Impala

Bruxelas acusa Facebook de dar informações “enganosas” sobre compra de WhatsApp

A Comissão Europeia acusou hoje a rede social Facebook de prestar informações “incorretas ou enganosas” no quadro do inquérito aberto pelo executivo comunitário em 2014 sobre o projeto de compra do serviço de mensagens WhatsApp.

Bruxelas, 20 dez (Lusa) — A Comissão Europeia acusou hoje a rede social Facebook de prestar informações “incorretas ou enganosas” no quadro do inquérito aberto pelo executivo comunitário em 2014 sobre o projeto de compra do serviço de mensagens WhatsApp.


“A Comissão estima, a título preliminar, que Facebook lhe forneceu informações incorretas ou enganosas durante o inquérito em torno da compra da WhatsApp. Facebook tem agora a possibilidade de responder”, até 31 de janeiro próximo, aos pedidos de esclarecimentos adicionais hoje solicitados por Bruxelas, indicou a comissária da Concorrência, Margrethe Vestarger.



ACC // CSJ


Lusa/fim


RELACIONADOS

Bruxelas acusa Facebook de dar informações “enganosas” sobre compra de WhatsApp

A Comissão Europeia acusou hoje a rede social Facebook de prestar informações “incorretas ou enganosas” no quadro do inquérito aberto pelo executivo comunitário em 2014 sobre o projeto de compra do serviço de mensagens WhatsApp.