Seis feridos em confrontos que envolveram 14 jovens nas docas de Lisboa
Impala

Seis feridos em confrontos que envolveram 14 jovens nas docas de Lisboa

Confrontos entre dois grupos provocaram quatro feridos na zona das docas, em Lisboa, disse à agência Lusa fonte da PSP.

Confrontos entre dois grupos, que envolveram 14 jovens dos 18 aos 20 anos, provocaram hoje seis feridos na zona das docas, em Lisboa, informou fonte da PSP, precisando que os ferimentos decorreram de cortes com facas.

LEIA MAIS: Jovem de 23 anos esfaqueado nas imediações de discoteca em Queluz

Em declarações à agência Lusa, fonte da PSP indicou que os confrontos envolveram “14 pessoas no total”, com 18, 19 e 20 anos.

Ao todo, registaram-se seis feridos, dos quais quatro foram transportados por ambulância para os hospitais de São José e São Francisco Xavier e dois que procuraram assistência “pelos seus meios”, acrescentou a mesma fonte.

De acordo com a mesma fonte, dois feridos foram transportados para o Hospital de São José e outros dois para o de São Francisco Xavier.

Os confrontos ocorreram junto à discoteca Dock´s. A  fonte da PSP não apontou ferimentos graves, mas disse que “houve duas situações mais relevantes, que exigiram mais cuidados”, obrigando desde logo a cirurgias reconstrutivas por cortes nos dedos e nas orelhas.

“Não são feridos graves e [estes jovens] estão em estado estável”, reforçou a fonte, indicando que, nos restantes casos, os ferimentos são hematomas e lacerações.

A polícia recebeu o alerta por telefone cerca das 06:30 e chegou ao local minutos depois, tendo já apanhado os jovens a “centenas de metros do local”.

“Embora não tenhamos recuperado nenhuma arma branca, os ferimentos coincidem com essas situações”, apontou a fonte da PSP, supondo que, “em qualquer lugar, [os jovens] devem ter-se visto livres” de facas ou navalhas.

VEJA AINDA:#1 Grande Reportagem | Seguranças privados: Das balas ao coração (vídeo)

A PSP conseguiu identificar todos os intervenientes, mas ainda não conseguiu apurar as causas dos desacatos.

O caso será agora comunicado ao Ministério Público, que abrirá um inquérito.

 

 


RELACIONADOS