Impala

CGD: Domingues antecipa lucros de 200 ME para banco público em 2017

O ex-presidente da Caixa Geral de Depósitos António Domingues considerou que a reestruturação em curso no banco deve permitir alcançar um lucro de 200 milhões de euros este ano e de 700 milhões de euros em 2020.

Lisboa, 04 jan (Lusa) – O ex-presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD) António Domingues considerou hoje que a reestruturação em curso no banco deve permitir alcançar um lucro de 200 milhões de euros este ano e de 700 milhões de euros em 2020.


“Em 2017 a CGD terá um resultado positivo na ordem dos 200 milhões de euros e, em 2020, de 700 milhões de euros, remunerando os capitais investidos à ordem dos 9%”, afirmou hoje o gestor que deixou a liderança da CGD no final do ano passado, após quatro meses em funções.


Domingues realçou que estas projeções são feitas tendo por base um “cenário conservador”, em que se estendam até 2019 as taxas de juro a 0%.


“Gerir não é gerir para os dias de sol, mas para os riscos que existem”, alertou.



DN/IM// ATR


Lusa/fim


RELACIONADOS

CGD: Domingues antecipa lucros de 200 ME para banco público em 2017

O ex-presidente da Caixa Geral de Depósitos António Domingues considerou que a reestruturação em curso no banco deve permitir alcançar um lucro de 200 milhões de euros este ano e de 700 milhões de euros em 2020.