Impala

Dois meses depois, Bob Dylan agradece prémio Nobel da Literatura

A Fundação Nobel anunciou ter recebido o discurso de agradecimento do músico norte-americano Bob Dylan, dois meses depois de ter sido distinguido com o prémio da Literatura.

Estocolmo, 05 dez (Lusa) – A Fundação Nobel anunciou hoje ter recebido o discurso de agradecimento do músico norte-americano Bob Dylan, dois meses depois de ter sido distinguido com o prémio da Literatura.


Dylan tinha já informado a Academia Sueca de que não estará na cerimónia de entrega dos prémios.


“O laureado da Literatura do ano, Bob Dylan, não vai participar na semana Nobel, mas enviou um discurso que será lido durante a cerimónia” de entrega dos prémios, no dia 10 deste mês, indicou a Fundação em comunicado.


Desde que a Academia Sueca decidiu atribuir o prémio neste outono ao músico, Bob Dylan provou ser um laureado caprichoso. Não recusou o prémio, mas no dia do anúncio da atribuição do Nobel, a 13 de outubro, deu um concerto em Las Vegas sem dizer uma palavra sobre o assunto.


No final de outubro, ao ser questionado sobre a sua participação na cerimónia da entrega dos prémios e no tradicional banquete, Dylan afirmou ao jornal britânico Daily Mail: “Seguramente. Desde que seja possível”.


Mas, a 16 de novembro, numa carta enviada à Academia Sueca o músico mudou de ideias, por ter “outros compromissos”.


Na cerimónia de entrega de prémios, a norte-americana Patti Smith, admiradora de Bob Dylan, vai interpretar uma das suas canções “A Hard Rain’s A-Gonna Fall”.


De acordo com a Academia Sueca, há “fortes possibilidades de que o laureado venha a Estocolmo no próximo ano” e aproveite para fazer o discurso de aceitação do prémio.


Aos 75 anos, Bob Dylan é o primeiro autor-compositor a receber o prestigiado prémio, uma decisão que surpreendeu os meios culturais que apostavam numa escolha mais convencional.



EJ // APN


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Dois meses depois, Bob Dylan agradece prémio Nobel da Literatura

A Fundação Nobel anunciou ter recebido o discurso de agradecimento do músico norte-americano Bob Dylan, dois meses depois de ter sido distinguido com o prémio da Literatura.