Cinco feridos das explosões de Penacova foram operados

Cinco feridos das explosões de Penacova foram operados

Cinco dos feridos resultantes das explosões pirotécnicas num recinto de festas em Penacova foram operados no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e mantêm-se internados, assim como um outro.

Cinco dos feridos resultantes das explosões pirotécnicas num recinto de festas em Penacova foram operados no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e mantêm-se internados, assim como um outro, disse hoje fonte hospitalar.

Uma pessoa morreu na sequência destas explosões em Gondelim e outras 30 foram assistidas em hospitais.

“Deram entrada no Serviço de Urgências do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) 30 doentes, provenientes de explosão em Gondelim, Penacova, ocorrida ontem [quarta-feira], dia 4 de abril. Destes, 24 doentes já tiveram alta, 19 adultos e 5 crianças”, lê-se numa nota de imprensa.

De acordo com a informação, “seis doentes estão internados em vários serviços clínicos, cinco dos quais foram operados”.

“Um doente está no Serviço de Medicina Intensiva, ventilado e entubado; um doente está no Serviço de Cirurgia Plástica e Queimados, ventilado e entubado; um doente está no Serviço de Cirurgia Maxilo-Facial, um doente está no Serviço de Ortopedia, um doente está no Serviço de Urologia e Transplantação Renal, e um doente mantém-se ainda no Serviço de Urgência, em observação”, conclui a informação.

A PJ e a PSP estão a investigar as causas destas explosões, que ocorreram durante a missa que precedia uma procissão.

 


RELACIONADOS

Cinco feridos das explosões de Penacova foram operados

Cinco dos feridos resultantes das explosões pirotécnicas num recinto de festas em Penacova foram operados no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e mantêm-se internados, assim como um outro.