Impala

Autoridades sanitárias angolanas preocupadas com várias mortes por uso de medicamento tradicional

As autoridades sanitárias na província angolana da Huíla estão preocupadas com o elevado número de mortes que se registam em crianças e adultos por intoxicação com medicamentos tradicionais.

Luanda, 28 dez (Lusa) – As autoridades sanitárias na província angolana da Huíla estão preocupadas com o elevado número de mortes que se registam em crianças e adultos por intoxicação com medicamentos tradicionais.


A diretora clínica de pediatria do Lubango, Mariana Miguel, disse que diariamente aquela unidade hospitalar regista casos de intoxicação por tratamentos com medicamentos tradicionais, que regra geral terminam em mortes.


“Quando eles vão para o hospital, já chegam muitas vezes em quadro de abdómen estendido, olhos amarelos, por uso de folhas para tratamento de diarreias e de outras doenças”, disse a responsável sem avançar números.


Por sua vez, o diretor-geral da maternidade da Huíla, Flávio Hilário, disse que são recebidos com grande frequência casos de hepatites tóxicas, derivadas da mesma causa.



NME // JMR


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Autoridades sanitárias angolanas preocupadas com várias mortes por uso de medicamento tradicional

As autoridades sanitárias na província angolana da Huíla estão preocupadas com o elevado número de mortes que se registam em crianças e adultos por intoxicação com medicamentos tradicionais.