Impala

Atividade gripal leva ARS-Norte a alargar horários de funcionamento dos centros de saúde

A ARS-Norte anunciou que, face ao aumento da atividade gripal, procedeu ao alargamento do horário dos Serviços de Atendimento de Situações Agudas em diversos centros da região para “responder à procura”.

Porto, 30 dez (Lusa) — A ARS-Norte anunciou hoje que, face ao aumento da atividade gripal, procedeu ao alargamento do horário dos Serviços de Atendimento de Situações Agudas (SASU) em diversos centros da região para “responder à procura”.


Em comunicado, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) refere que os SASU dos grandes centros do Porto, Braga, Guimarães, Gaia, Maia/Valongo/Ermesinde, Espinho, Vila Real e “outros onde a procura o justifique” passarão a funcionar nos dias úteis das 20:00 às 24:00 e aos fins de semana e feriados das 09:00 às 24:00.


“Nesta região de saúde já existiam 62 centros de saúde a funcionar com horário alargado”, refere, acrescentando contudo que, como desde o dia 19 que se tem vindo a registar um aumento da atividade gripal e, em consequência, uma maior procura dos serviços de urgência hospitalar, a ARS, em sintonia com as orientações do Ministério da Saúde, decidiu alargar o horário de funcionamento em SASU.


No âmbito desta medida, “igualmente se procedeu ao reforço de médicos, enfermeiros, secretários clínicos, assistentes operacionais e outros profissionais que se manifestam indispensáveis à prestação”.


A ARS-N pretende assim “permitir que os utentes tenham uma resposta adequada junto do seu médico de família”, bem como libertar os serviços de urgência dos hospitais “para situações que verdadeiramente se justificam”, uma vez que “muitos dos episódios registados” nas urgências “manifestam uma procura errada”.


A ARS esclarece ainda que, se houver necessidade tendo presente a monitorização da atividade gripal, poderá estender a outras unidades de cuidados de saúde primários da região Norte o alargamento do seu horário de funcionamento.


A atividade gripal registou um aumento, na semana passada, mas com tendência para crescer, tendo sido identificados 32 vírus da gripe, revela o Boletim de Vigilância Epidemiológica, divulgado pelo Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.


De acordo com o relatório publicado semanalmente, a taxa de incidência da gripe foi de 113,3 casos por cem mil habitantes, na semana de 19 a 25 de dezembro.



JAP (DD) // JGJ


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Atividade gripal leva ARS-Norte a alargar horários de funcionamento dos centros de saúde

A ARS-Norte anunciou que, face ao aumento da atividade gripal, procedeu ao alargamento do horário dos Serviços de Atendimento de Situações Agudas em diversos centros da região para “responder à procura”.