Impala

A viagem de The Legendary Tigerman no deserto da Califórnia é retomada em Leiria este sábado

A viagem de Paulo Furtado pelo deserto Joshua Tree, na Califórnia, EUA, chega aos palcos nacionais este sábado, com o início da digressão do cine-concerto “How to become nothing”, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria.

Leiria, 28 jan (Lusa) – A viagem de Paulo Furtado pelo deserto Joshua Tree, na Califórnia, EUA, chega hoje aos palcos nacionais, com o início da digressão do cine-concerto “How to become nothing”, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria.


O espetáculo é uma das faces de um projeto multimédia que contempla o lançamento do novo disco de The Legendary Tigerman. Depois da primeira paragem, em Leiria, seguem-se Braga, Ovar, Faro, Torres Novas e Fundão.


“Sempre houve o pretexto de fazer discos para depois fazer filmes e exposições de fotografia. Mas começarmos pelo processo do filme e depois fazer um disco é a primeira vez que acontece”, explica à agência Lusa Paulo Furtado.


O projeto teve como ponto de partida a história de um homem que se quer tornar em nada, através de uma viagem espiritual e física pelo deserto.


Durante 12 dias, Paulo Furtado fez essa viagem na companhia do realizador Pedro Maia e da fotógrafa Rita Lino, inspirando-se no deserto californiano para compor a maioria dos temas para o novo disco.


“A premissa inicial era fazer qualquer coisa que se desdobrasse”, recorda Pedro Maia. “Mas, obviamente, nunca pensámos que ganhasse esta dimensão”.


Além do disco e de todos os materiais promocionais associados, surge agora o cine-concerto e, mais tarde, serão lançados uma longa-metragem, um livro e uma exposição.


No cine-concerto que agora se estreia, tudo será a manipulação ao vivo, tanto música como imagem: Paulo Furtado e Pedro Maia vão comunicando e todas as decisões são tomadas ao vivo, a partir de um guião pré-definido.


“É um formato não muito habitual por cá”, sublinha o realizador, enquanto Paulo Furtado acredita que o espetáculo vai ao encontro da vontade do público querer “ver coisas um bocadinho diferentes do convencional”.


O músico recorda “Estrada de Palha”, de 2012, outro projeto em que participou, com Rita Redshoes e o realizador Rodrigo Areias, e que foi visto “por mais de oito mil pessoas, antes de estar em sala”.


“Mais pessoas viram o filme em formato cine-concerto do que em sala. Este é um outro modo de levar cinema às pessoas, mais interessante, porque é uma coisa que está viva e a acontecer naquele momento”, acrescenta.


Especialmente composta para o filme, a música de “How to become nothing” “não tem nada a ver com o novo disco” de The Legendary Tigerman.


“O álbum toca este filme no momento em que o filme inspira o álbum. Mas a banda sonora foi feita ‘a posteriori’. Isto é como se fosse um caminho para chegar ao disco, mas não tem fundamentalmente nada a ver, do ponto de vista musical”, esclarece Paulo Furtado.


Em palco e para o filme, The Legendary Tigerman toca “música em que as pessoas vão reconhecer traços daquilo que faço”, com guitarra elétrica “e mais relacionada com o dia”.


Depois há “um lado mais eletrónico e pesado, que vai ao encontro do universo do Pedro e da Rita”, que se enquadra “com a noite e o sonho”.


“Há um caminho que vai atrás do que o filme, o realizador e o cine-concerto precisa, e aí afasto-me bastante do meu universo”, admite Paulo Furtado.


Depois de Leiria, “How to become nothing” vai a Braga (04 de fevereiro), Ovar (09 de março), Faro (11 de março), Torres Novas (01 de abril) e Fundão (14 de abril).


A digressão contemplará mais datas este ano, ainda a definir, incluindo Lisboa, Porto e salas no estrangeiro.


O novo disco de The Legendary Tigerman sai em setembro, mas o filme estrear-se-á antes, num festival a anunciar.


Depois será exibido em algumas salas nacionais de cinema “e em Paris, Londres e Berlim, pelo menos”.


“How to become nothing”, sob o formato cine-concerto, foi apresentado pela primeira vez no festival Curtas de Vila do Conde, em julho do ano passado.



MLE // MAG

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

A viagem de The Legendary Tigerman no deserto da Califórnia é retomada em Leiria este sábado

A viagem de Paulo Furtado pelo deserto Joshua Tree, na Califórnia, EUA, chega aos palcos nacionais este sábado, com o início da digressão do cine-concerto “How to become nothing”, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria.