António Costa: «Presidente não manda recados ao Governo pelos jornais»

António Costa: «Presidente não manda recados ao Governo pelos jornais»

O primeiro-ministro reage às últimas declarações e avisos do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Em declarações aos jornalistas em Oeiras esta terça-feira, o primeiro-ministro António Costa não acredita que o Presidente da República esteja a “mandar recados pelos jornais” ou ameaçar o Governo.

Marcelo Rebelo de Sousa disse em entrevista exclusiva ao jornal Público e à Rádio Renascença que não se iria voltar a candidatar ao cargo caso o país voltasse a arder, à semelhança da tragédia do último verão. “É um cenário que não se põe e estamos todos a trabalhar para que nenhuma tragédia dessas se coloque”, disse António Costa.

O primeiro-ministro diz que “todos estão a trabalhar” para que a grande onda de incêndios de 2017 não aconteça novamente. Costa acrescentou que não se demite do cargo em caso de nova tragédia.

O primeiro-ministro crê também que Marcelo Rebelo de Sousa não lhe quis responder diretamente através da comunicação social pois a relação entre ambos “desenvolve-se num diálogo normal e todas as matérias que o governo tem para transmitir ao sr. Presidente da República, fá-lo diariamente ou, pelo menos, semanalmente”.

António Costa também foi questionado sobre a demissão do Comandante da Proteção Civil. “Só conheço a carta que me enviou, que invoca razões pessoais”, revelou o primeiro-ministro que mostrou não ter conhecimento que António Paixão deixou o cargo por não concordar com as novas estratégias de prevenção dos fogos.


RELACIONADOS