Sofia Ribeiro precisa de assistência médica
Impala

“O médico diz-me: ‘Sofia, temos um tumor na mama esquerda’. Nesse momento eu deixei de ouvir'”

“Acho que o cancro veio por bem na minha vida”. A poderosa afirmação de Sofia Ribeiro, um ano depois de ter descoberto que tinha cancro, foi dita em entrevista a Cristina Ferreira. A atriz, que foi capa da edição de dezembro da revista Cristina, contou ao pormenor como descobriu que tinha a doença. “Estava um […]

“Acho que o cancro veio por bem na minha vida”. A poderosa afirmação de Sofia Ribeiro, um ano depois de ter descoberto que tinha cancro, foi dita em entrevista a Cristina Ferreira. A atriz, que foi capa da edição de dezembro da revista Cristina, contou ao pormenor como descobriu que tinha a doença. “Estava um dia no banho e senti um alto que não me deixou preocupada nem assustada. Até porque, há uns anos, numa altura difícil da minha vida, na altura do meu divórcio [do manequim Ruben Rua] tive um caroço no peito”, recorda Sofia, acrescentando: “o médico disse-me que não era de mais e eu achei que era exatamente o mesmo, porque também estava numa altura de muito stress”.

O crescente desconforto com esse caroço que teimava em não desaparecer fez com que a atriz ficasse cada vez mais incomodada e alarmada. “Ele não ia embora. Estava cada vez maior.Via-se a olho nu. Olhava-se para o meu peito e via-se. Um dia estava a dormir de barriga para baixo e aquilo estava mesmo a magoar-me. Foi aí que decidi: ‘acabou'”, conta a atriz de 32 anos.

Estávamos em novembro de 2015. Seguiram-se consultas, exames e, finalmente o temido diagnóstico. “O meu médico diz-me: ‘Sofia, temos um tumor na mama esquerda’. Nesse momento eu deixei de ouvir'”, recorda a atriz.

 

 

Os momentos que se sucederam ao diagnóstico são agora uma nuvem difusa de recordações. A atriz relembrou a Cristina Ferreira o mar de emoções, as lágrimas, as gargalhadas que não conseguia controlar, o olhos marejados de lágrimas do seu médico. E a certeza de que a vida não ia parar ali. Questionada pela apresentadora da TVI sobre a possibilidade de morrer, Sofia Ribeiro explica que esse cenário só lhe cruzou o pensamento uma vez. “Tive medo de morrer uma única vez. Quando me deparei com a noticia, quando pensei um bocadinho sobre isso”.

“O meu cancro era um cancro agressivo, grande”

Mas a vontade de viver era mais forte. “O meu cancro era um cancro agressivo, grande e eu era muito nova e não queria morrer. Não queria morrer pela vontade enorme que tenho de viver, porque não queria mesmo que os meus me chorassem e porque tinha ainda muitos sonhos para viver”, explica Sofia Ribeiro.

 

 

 

Curada da doença oncológica, e já depois de ter feito a reconstrução mamária, a atriz enfrenta ainda um cenário doloroso: a possibilidade de não poder ser mãe. “Foi provavelmente das noticias mais difíceis que tive, depois obviamente do choque de saber que estava doente. Saberes que há uma possibilidade [de não conseguires ser mãe]. Mas eu tenho a certeza de que vou ser porque é uma coisa que quero muito”, garante Sofia.


RELACIONADOS

“O médico diz-me: ‘Sofia, temos um tumor na mama esquerda’. Nesse momento eu deixei de ouvir'”

“Acho que o cancro veio por bem na minha vida”. A poderosa afirmação de Sofia Ribeiro, um ano depois de ter descoberto que tinha cancro, foi dita em entrevista a Cristina Ferreira. A atriz, que foi capa da edição de dezembro da revista Cristina, contou ao pormenor como descobriu que tinha a doença. “Estava um […]