Closet da Realeza: 10 regras mais estranhas que a família real tem de seguir

Ser membro da família real inglesa não é tarefa fácil. No que toca à roupa, então, as regras são mesmo rígidas. Sabia que a rainha tem alguém que usa os seus próprios sapatos?

Se acha que o estilo de vida da realeza é como nos contos de fadas, desengane-se. Ser membro da família real é muito mais do que vestir roupas bonitas e estar apresentável nos eventos oficiais.

Quem se «candidata» a entrar para a família real tem obrigatoriamente de cumprir certas e determinadas regras estipuladas pela Casa Real que são cumpridas inclusivamente pela rainha Isabel II.

Os vestidos de casamento passam sempre pela aprovação da rainha

É tradição que a rainha Isabel II seja a última pessoa a dar aprovação ao vestido. Tal aconteceu em 2011 quando a rainha aprovou o vestido escolhido por Kate Middleton para o enlace com William. Em 2018 o cenário repete-se e Isabel II terá de aprovar, ou não, o vestido que Meghan Markle escolheu da marca Ralph & Russo.

Vernizes de cores coloridas? Estão foram de Buckingham!

Faz parte da regra que os membros da família real apenas podem usar cores neutras de vernizes em eventos oficiais.

Tiaras? Só se for casada!

Desengane-se se acha que ser da realeza tem automaticamente uma tiara na cabeça. Ao que parece estas são apenas utilizadas em eventos mais exuberantes, e apenas por mulheres casadas. Kate Middleton usou pela primeira vez uma tiara, uma Cartier Halo da rainha Isabel II, no dia do seu casamento com William.

LEIA MAIS: Saiba porque é que Meghan Markle não irá receber o título de princesa

Clutches para o telemóvel e o porta moedas? Não senhor! São para proteger os decotes!

Quem o conta é Anya Hindmarch, a estilista das malas da princesa Diana que revelou ao Telegraph que estas eram utilizadas para proteger os decotes dos vestidos que os elementos da família real utilizavam nos eventos oficiais.

«Costumávamos rir-nos quando desenhávamos o que ela chamava ‘malas de decote’, pequenas clutches de cetim que usava para esconder o decote quando saía dos carros», revela.

A rainha dá nas vistas com cores coloridas? Sim, mas não é uma questão de gosto!

Nos eventos nos quais marca presença é frequente vermos a rainha Isabel II com vestuário de cores fortes. Isto tudo acontece porque a monarca precisa de se destacar da restante multidão, daí a utilizando de tons como o cor de rosa ou cor-de-laranja choque. Segundo Robert Hardman, biógrafo oficial de Isabel II, esta uma vez queixou-se afirmando: «Nunca posso usar bege, senão ninguém sabem quem é que eu sou».

Os membros da família real têm de viajar sempre com um fato preto

É um facto mórbido, mas é bem real. Os membros da realeza devem viajar sempre com uma muda de roupa apropriada para uma cerimónia fúnebre. Sim, leu bem. É uma forma de prevenção caso morra algum membro da família real, assim quando saírem do avião já estão prontos para a ocasião. Exemplo disso foi em 1952, quando morreu Jorge VI e Isabel II saiu do avião, quando regressava do Quénia, já vestida de preto.

A mala preta da rainha não é só para estar na moda. Serve para enviar mensagens secretas

Se pensa que a mala de rainha Isabel II é apenas para guardar o telemóvel, lenços ou um batom, desengane-se. A mala preta que a monarca leva para todo o lado serve também para enviar mensagens secretas a sua equipa. Se Isabel II quiser levantar-se da mesa após o jantar, coloca a mala em cima da mesa. Se estiver a ter uma conversa e mudar a mala de mão significa que está pronta para mudar de assunto.

LEIA TAMBÉM: Príncipe William impedido de tirar licença de maternidade

Os sapatos que a rainha detesta

Decorria o ano 2013 e Kate Middleton visitava o Parque Olímpico de Londres com uns sapatos de salto-alto Russell & Bromley que estão riscados dos favoritos da rainha Isabel II. «Ela não gosta mesmo nada deles, e isso é algo que todas as mulheres da família sabem», revelou uma fonte da família real à Vanity Fair. Kate já utilizou por diversas vezes estes sapatos, mas sempre sem a presença da rainha.

A rainha tem alguém que alarga os sapatos antes de os usar

Certamente já comprou uns sapatos e não gostou daquele desconforto inicial. Pois, a rainha Isabel II também não gosta e há uma pessoa responsável por usar os seus sapatos para que estes se tornem confortáveis antes da rainha os utilizar. Quem revelou este facto foi o designer Stuart Parvin numa entrevista ao Evening Standard: «Os sapatos têm de estar imediatamente confortáveis. Ela tem alguém que os estreia. A rainha nunca pode dizer: ‘Estou desconfortável, não consigo andar mais’.»

A rainha não quer de todo ser como a Marilyn Monroe

De forma a impedir que os vestidos da rainha levantem com o vento, estes têm uma bainha que é cosida com pesos, desta forma a rainha nunca se transforma em Marilyn Monroe de forma momentânea. «Surpreendentemente, não é nada de extravagante. Uso pesos de cortina, pesos de chumbo, das lojas Peter Jones».

VEJA AINDA: Príncipe Harry e Meghan Markle: Casamento aprovado pela rainha Isabel II

Fotos: Reuters e DR

 


RELACIONADOS

Closet da Realeza: 10 regras mais estranhas que a família real tem de seguir

Ser membro da família real inglesa não é tarefa fácil. No que toca à roupa, então, as regras são mesmo rígidas. Sabia que a rainha tem alguém que usa os seus próprios sapatos?