Cláudio Ramos responde à polémica com Júlio Isidro

Cláudio Ramos utilizou novamente o tempo de antena no Passadeira Vermelha para, uma vez mais, falar sobre o assunto «Júlio Isidro».

O nome de Cláudio Ramos tem sido nos últimos dias ligado a Júlio Isidro tudo devido a um desentendimento que houve entre os dois há alguns anos.

No entanto, Cláudio Ramos utilizou o tempo de antena que tem no Passadeira Vermelha para esclarecer de uma vez por todas a «polémica» que envolve o apresentador da RTP.

LEIA TAMBÉM: Crítica RTP e abandona estúdio em direto: «Até parece vergonhoso»

«Não havia polémica. O que aconteceu aqui foi eu, o Nuno e Luísa estarmos a falar do Júlio Isidro e eu ter dito que não era grande apreciador do género e no dia a seguir a Internet dizia que Cláudio Ramos não gostava de Júlio Isidro», começa por explicar o comentador da SIC.

Ainda assim Cláudio Ramos quis falar sobre a entrevista que Júlio Isidro deu à imprensa e que o comentador considera que mostra o lado mais «grosseiro» do veterano da televisão nacional.

«Obviamente que, por muito respeito que eu lhe tenha, pode não me falar, mas não pode dizer que não me conhece por variadíssimas razões», fazendo referência às situações de trabalho nas quais os dois se encontraram.

«A memória é curta»

Cláudio Ramos terminou o discurso afirmando que «a memória é curta» e que percebe esse fato uma vez que essas mesmas situações aconteceram há 10 anos.

ESPREITE AINDA: «Não quero ser o Júlio Isidro»

«Agora não se pense que há alguma polémica com o Júlio Isidro, nem se pense que eu acho que o Júlio Isidro é mau profissional. Eu não gosto do género/registo, não gostei daquela atitude há 25 anos e por acaso esta afirmação do Júlio Isidro só me veio dar razão», conta.

Fotos: Impala e Reprodução Instagram


RELACIONADOS