A história de amor de Cristina Ferreira com Casinhas e porque nunca mais teve um namorado

Cristina Ferreira explica porque nunca mais teve um namorado desde o final da sua relação com António Casinhas, em 2011. A Diretora de Entretenimento e Ficção da TVI e o empresário são pais de Tiago, com 11 anos.

A história de amor de Cristina Ferreira com Casinhas e porque nunca mais teve um namorado

A história de amor de Cristina Ferreira com Casinhas e porque nunca mais teve um namorado

Cristina Ferreira explica porque nunca mais teve um namorado desde o final da sua relação com António Casinhas, em 2011. A Diretora de Entretenimento e Ficção da TVI e o empresário são pais de Tiago, com 11 anos.

António Casinhas não ficou de fora de “Pra Cima de P***”, livro que Cristina Ferreira lançou esta semana. A apresentadora e Diretora de Entretenimento e Ficção da TVI fala sobre o ex-companheiro e pai do único filho, Tiago, num capítulo dedicado ao amor.

“Vivi uma história de amor muito bonita e muito forte e não houve ninguém, até hoje, que tivesse aparecido para me levar a desejar ter um novo companheiro”, revela Cristina, que se separou de Casinhas em 2011 e, desde aí, nunca mais voltou a assumir uma relação.

Apesar de levantar um pouco o véu sobre a sua intimidade, Cristina Ferreira acrescenta que vai continuar a manter este lado da sua vida em privado, sem dar explicações a ninguém: “Não têm de saber o que se passa na minha vida, na minha cama”.

A privacidade dos pais e do filho

Recentemente, nas redes sociais, Cristina Ferreira publicou um excerto do livro, no qual explicou também a razão por que nunca expôs publicamente o filho, agora com 11 anos, ou qualquer outro familiar. “Há o lado privado que tentei preservar desde o início. Sempre quis manter um lado que ninguém conhecesse. Que fosse só meu e dos meus. Um lado capaz de me proteger. Nunca partilhei ou expus publicamente a minha mãe, o meu filho, o meu pai, as pessoas que me são próximas”, escreveu.

“Não quero que ninguém fique com eles. São o último reduto de privacidade, privacidade que não tenho em lado algum em Portugal. Ganhar estofo também faz parte do percurso. O caminho faz-se caminhando. Endureci. É a única opção possível, se queremos viver”, concluiu a diretora de Entretenimento e Ficção da TVI.

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reprodução redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS