Cardeal revela que emprestou «chapéu» para Rihanna levar à MET Gala

O tal ‘chapéu’ chama-se mitra e é usado por cardeais e bispos católicos. Foi, também, revelado que a cantora já o devolveu!

Rihanna foi das convidadas que mais deu nas vistas na MET Gala, que aconteceu esta segunda-feira, 7 de maio, no Metropolitan Museum of Art. O tema do evento este ano foi «Heavenly Bodies: Fashion and the Catholic Imagination» (Corpos Sagrados: Moda e Imaginação Católica). A cantora dos Barbádos cumpriu o dress code à risca e surgiu na passadeira vermelha com um grande ‘chapéu’ que fazia lembrar o Papa.

Hoje sabe-se que o tal ‘chapéu’ foi-lhe mesmo emprestado por um cardeal.

LEIA AINDA: Os looks mais extgravagantes da MET Gala 2018

«Não vi ninguém a ofender a igreja»

Timothy Dolan, diretor da diocese católica de Nova Iorque, disse numa entrevista ao Catolic Channel que emprestou o acessório a Rihanna para que ela o levasse à MET Gala.

Na opinião do cardeal, a artista estava bastante «graciosa» e, apesar das inúmeras críticas ao tema do evento relacionado com o catolicismo, Timothy considerou que não existiu ofensa à igreja.

«Havia algumas indumentárias que pareciam ser para um baile de máscaras ou uma festa de Halloween», defendeu, acrescentando: «Posso ter visto algumas coisas de mau gosto, mas não vi ninguém a ofender a igreja», argumentou.

O acessório chama-se mitra e é usado por cardeais e bispos católicos. Conforme o entrevistado sublinhou, o mesmo já foi devolvido pela estrela.

Fotos: Reuters

 


RELACIONADOS