Impala

Mulher usa ovário congelado para engravidar

Infértil após quimioterapia, Moaza Al Matrooshi faz história aos 24 anos.

Infértil após quimioterapia, Moaza Al Matrooshi faz história aos 24 anos.

Muita coisa pode mudar em apenas três meses, que o diga Moaza Al Matrooshi que, da menopausa aos 24 anos, conseguiu depois engravidar apenas nesse período de tempo. A jovem perdeu a fertilidade ainda na infância, após quimioterapia para curar uma doença de sangue chamada talassemia.

“O transplante de tecido ovariano funciona para mulheres mais velhas”

Maleita que pode ser fatal quando não tratada. De modo a manter a hipótese de engravidar no futuro, os médicos retiraram um ovário à então menina e congelaram-no. Agora, Moaza tornou-se a primeira mulher do Planeta a ter a fertilidade de volta depois de lhe terem congelado um ovário ainda antes da puberdade.

A situação, de acordo com Sara Matthews, médica que acompanhou Moaza em Londres, dá esperança a mulheres que correm o risco de perderem a fertilidade devido ao tratamento de doenças oncológicas ou imunológicas.“Sabemos que o transplante de tecido ovariano funciona para mulheres mais velhas, mas nunca tivemos a certeza se poderíamos fazê-lo com o tecido de uma criança: congelá-lo e fazê-lo funcionar novamente”, disse a médica à BBC.

“Nunca deixei de acreditar que seria mãe”

Já Moaza Al Matrooshi mostrou que nunca tinha deixado de acreditar. “Esperámos tanto tempo por isto: um bebé saudável. Nunca deixei de acreditar que seria mãe, é um sentimento perfeito”, afirmou.

 

 


RELACIONADOS