Impala

UEFA aumenta recurso a árbitros portugueses no segundo semestre de 2016

A UEFA recorreu no segundo semestre de 2016 a oito árbitros portugueses para dirigirem 37 partidas de competições internacionais, um acréscimo “superior a 10 por cento” relativamente ao ano passado, informou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Lisboa, 25 dez (Lusa) — A UEFA recorreu no segundo semestre de 2016 a oito árbitros portugueses para dirigirem 37 partidas de competições internacionais, um acréscimo “superior a 10 por cento” relativamente ao ano passado, informou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).


Em comunicado, a FPF considerou que o reforço da aposta da UEFA é expressão da existência em Portugal de “valores com qualidade e potencial para construírem carreiras internacionais nos próximos anos”.


“O conselho de arbitragem (CA) congratula-se com estes dados e continuará a trabalhar no sentido de valorizar os árbitros portugueses”, referiu a porta-voz do CA da FPF, Ana Raquel Brochado, citada no comunicado.


Os árbitros portugueses designados pela UEFA na segunda metade de 2016 (de 01 de julho a 23 de dezembro) foram Artur Soares Dias, Jorge Sousa, Hugo Miguel, João Capela, Carlos Xistra, Fábio Veríssimo, Tiago Martins e João Pinheiro, este último o único a estrear-se neste período.


Em igual período de 2015, o organismo de cúpula do futebol europeu tinha chamado 32 árbitros.


“A aposta da UEFA nos árbitros portugueses é ainda mais relevante por acontecer num período de transição em que as vagas de árbitros experientes como Pedro Proença e Duarte Gomes foram ocupadas por árbitros mais jovens”, aponta ainda a FPF.



PGF // VR


Lusa/fim


RELACIONADOS

UEFA aumenta recurso a árbitros portugueses no segundo semestre de 2016

A UEFA recorreu no segundo semestre de 2016 a oito árbitros portugueses para dirigirem 37 partidas de competições internacionais, um acréscimo “superior a 10 por cento” relativamente ao ano passado, informou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).