Impala

Treinador do Paços de Ferreira confiante na receção ao Boavista

O treinador interino do Paços de Ferreira, Vasco Seabra, mostrou confiança numa equipa “emocionalmente mais estável” e capaz de superar um “Boavista forte”, no encerramento da 12.ª jornada da I Liga de futebol, prometendo poucas alterações.

Paços de Ferreira, Porto, 04 dez (Lusa) – O treinador interino do Paços de Ferreira, Vasco Seabra, mostrou hoje confiança numa equipa “emocionalmente mais estável” e capaz de superar um “Boavista forte”, no encerramento da 12.ª jornada da I Liga de futebol, prometendo poucas alterações.


“A vantagem do jogo é que somos nós que vamos lá estar. Vamos ter um Paços ambicioso e forte frente a um adversário também forte e organizado, mas sentimos que a nossa equipa é capaz de se superar e superar o Boavista”, disse Vasco Seabra, antevendo o jogo de segunda-feira.


Estreante enquanto técnico principal na I Liga, Vasco Seabra disse, em conferência de imprensa, sentir-se “confiante” no final de “uma semana muito positiva”, reconhecendo a vantagem de ter pertencido à equipa técnica liderada por Carlos Pinto, a quem sucedeu, por agora de forma interina, e de conhecer os jogadores.


“Respeitamos muito o que estava a ser feito, e havia muita coisa que estava ser bem feita, pelo que vamos fazer uma ou outra correção que o Carlos [Pinto] também faria”, disse Vasco Seabra na antevisão ao jogo de segunda-feira.


Na véspera de defrontar o Boavista, o jovem técnico, de 33 anos, explicou a semana de treinos à porta fechada como uma forma de proteger o grupo e incidir o foco do trabalho nos jogadores, procurando libertá-los e deixá-los mais confortáveis com as questões da organização coletiva da equipa.


Vasco Seabra falou mesmo de um grupo “emocionalmente mais estável” e confirmou o gosto da equipa pela posse de bola, admitindo que essa forma de jogar reflete a ideia de jogo de uma formaçãosem alterações de fundo frente ao Boavista.


“Numa semana não vamos alterar muita coisa, porque havia muita coisa que estava a ser bem feita e também porque não havia tempo”, sublinhou, sem queixumes pelas inúmeras ‘baixas’ na equipa, que considerou “ausências normais”, acreditando que Miguel Leal, pelo Boavista, também não utilizará isso como argumento.


O ‘aflito’ Paços de Ferreira, 15.º classificado, com 10 pontos, e o Boavista, 11.º, com 13, encerram a jornada 12 da I Liga no Estádio Capital do Móvel, na segunda-feira, às 20:00, num jogo que terá arbitragem de Artur Soares Dias, da associação do Porto.



CYA // PA


Lusa/Fim


RELACIONADOS

Treinador do Paços de Ferreira confiante na receção ao Boavista

O treinador interino do Paços de Ferreira, Vasco Seabra, mostrou confiança numa equipa “emocionalmente mais estável” e capaz de superar um “Boavista forte”, no encerramento da 12.ª jornada da I Liga de futebol, prometendo poucas alterações.