Impala

Portuguesa Doroteia Peixoto ganha meia-maratona de Macau

A atleta portuguesa Doroteia Peixoto ganhou hoje a meia-maratona feminina de Macau e o português Miguel Ribeiro ficou em segundo lugar na prova masculina.


*** serviço áudio disponível em www.lusa.pt ***



Macau, China, 04 dez (Lusa) – A atleta portuguesa Doroteia Peixoto ganhou hoje a meia-maratona feminina de Macau e o português Miguel Ribeiro ficou em segundo lugar na prova masculina.


Doroteia Peixoto terminou a meia-maratona em 1:16:40, à frente da timorense Nélia Martins e da cabo-verdiana Crisolita Silva.


A atleta portuguesa disse à agência Lusa que estava “feliz” com a vitória, assumindo que foi a Macau, onde está pela primeira vez, com o objetivo de ganhar. Quanto ao tempo, revelou que tentou bater o recorde do percurso, mas não conseguiu cumprir esse objetivo.


“O percurso este ano (…) foi alterado e nas pontes sobe bastante”, acrescentou, dizendo que os objetivos para 2017 passam por voltar à maratona de Sevilha, em Espanha, onde ficou em quarto lugar na última edição, e tentar os mínimos para o campeonato do mundo.


Já Miguel Ribeiro fez a meia-maratona de Macau em 01:07:41, atrás do queniano Joseph Ngare (1:05:59). Em terceiro lugar ficou o cabo-verdiano Ruben Sanca.


Esta foi a segunda vez que Miguel Ribeiro correu a meia-maratona de Macau e terminou no mesmo lugar de há três anos.


Este ano, “estava à espera de ganhar”, mas percebeu “logo no início que iria ser muito difícil” por causa de Joseph Ngare, um atleta “muito forte que arrancou com bastante facilidade”.


Miguel Ribeiro disse que acabou por fazer os 19 quilómetros iniciais com os primeiros atletas da prova da maratona e que a parte final “foi um bocadinho complicada” porque foi preciso “correr em ziguezague”, no meio de quem está a fazer a minimaratona, muitos em passo de caminhada.


“Mas foi um bom resultado, mesmo assim”, afirmou Miguel Ribeiro, que quer agora voltar a Macau, dentro de dois ou três anos, mas para fazer a maratona.


Já na maratona de Macau, o representante português na prova masculina, Bruno Paixão, ficou em décimo lugar (2:31:07) e Vera Nunes terminou em sexto (2:42:07) na corrida feminina.


O vencedor da maratona masculina foi o queniano Peter Some (2:12:52) e a norte-coreana Ji Hyang Kim venceu a maratona feminina (2:36:16).


Bruno Paixão, que à partida tinha o objetivo de acabar nos 20 primeiros, mostrou-se satisfeito com o lugar que conseguiu.


Vera Nunes também se mostrou contente com o sexto posto, depois de ainda há 15 dias ter corrido uma maratona nos Estados Unidos, assumindo que chegou a Macau “um pouco cansada”.


Rosa Mota, de 58 anos, campeã olímpica e mundial da maratona, ganhou a mini-maratona de Macau, ao concluir os 5,5 quilómetros em 00:24:49.


Uma presença assídua em Macau, Rosa Mota ganhou o bronze na primeira maratona feminina em Jogos Olímpicos de Los Angeles de 1984 e o ouro em Seul em 1988.


Esta foi a 35.ª edição da Maratona Internacional de Macau, em que se inscreveram 10.000 atletas nas provas que a integram (maratona, meia-maratona e minimaratona).



MP (KZF/VR)// FV.


Lusa/fim


RELACIONADOS