Impala

Manor fecha definitivamente a deixa a Fórmula 1 reduzida a 10 equipas

Os sucessivos problemas na escuderia Manor na Fórmula 1 chegaram ao fim hoje com o encerramento da sua empresa operacional, a Just Racing Services Limited, que já estava sob administração judicial.

Redação, 27 jan (Lusa) — Os sucessivos problemas na escuderia Manor na Fórmula 1 chegaram ao fim hoje com o encerramento da sua empresa operacional, a Just Racing Services Limited (JRSL), que já estava sob administração judicial.


Os administradores nomeados este mês anunciaram que falharam o objetivo de encontrar novos investidores, pelo que ficaram sem alternativa ao encerramento do projeto.


“Lamentavelmente, desde a nomeação dos administradores, nenhum investimento foi garantido no tempo limitado disponível para continuar o Grupo na sua forma atual. Sem uma estrutura operacional ou financeira sustentável para manter o Grupo como uma empresa em operação, os administradores conjuntos deixaram de negociar em nome da JRSL”, refere o comunicado.


Os 212 funcionários foram enviados para casa e serão despedidos na próxima terça-feira, depois serem pagos os seus salários de janeiro.


Um dos coadministradores, Geoff Rowley, considerou “profundamente lamentável que a empresa tenha de fechar as portas”, recordando que a Manor é um “grande nome no desporto motorizado da Grã-Bretanha”.


Este desfecho com a 11.ª e última classificada das equipas em 2016 deixa apenas 10 formações para o Grande Prémio da Austrália, que abre a temporada a 26 de março.



RBA // PA

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Manor fecha definitivamente a deixa a Fórmula 1 reduzida a 10 equipas

Os sucessivos problemas na escuderia Manor na Fórmula 1 chegaram ao fim hoje com o encerramento da sua empresa operacional, a Just Racing Services Limited, que já estava sob administração judicial.